Game of Thrones – 04×07 – Mockingbird
| 20 Mai, 2014

[Contém spoilers]

Arya: “So why go on?”

É uma pergunta que me faço diversas vezes ao ver esta série. Ao longo de 37 episódios, poucos momentos de felicidade vimos e o ‘bem’ (o que quer que isso seja em Game of Thrones, claro) está longe de triunfar. Pelo contrário, todos andam numa luta para sobreviver e mesmo os Lannister lutam agora para manter o poder.

King’s Landing

Jaime: “It’s not a joke, you understand that, don’t you?”

Tyrion: “Of course it’s a joke, just not a funny one”.

Agora que vê o seu destino mais uma vez na mão de um julgamento por combate, Tyrion vê-se obrigado a procurar um dentro das grades. Claro que a sua primeira escolha é o seu irmão Jaime. Aliás, foi ele a sua primeira escolha quando esteve preso no Ninho de Águia. No entanto, o comandante da Guarda do Rei está mais uma vez indisponível para defender o irmão. Incapacitado talvez será a melhor escolha de palavras. Por muito treino que tenha, lutar com a mão esquerda não se está a tornar tarefa fácil. Jaime encontraria a morte certa no combate. Especialmente com o homem que Cersei arranjou. A ideia de os dois irmãos Lannister poderem morrer agradou a Tyrion. Essa seria a melhor maneira de se vingar do pai.

Esta cena entre irmãos mostrou mais uma vez o o laço forte que os une e o sofrimento de Jaime perante e iminente perda de Tyrion.

Cersei não está parada e, para além de ter arranjado o homem mais terrível para o combate, ‘comprou’ também Bronn.

A amizade entre Tyrion e Bronn tem sido sempre uma constante ao longo da série. Como tal, Cersei sabia que Tyrion ia recorrer ao amigo para lutar contra a Montanha e tratou do assunto oferecendo ao mercenário uma mulher rica e com título.

Bronn: “I like you, you pampered little shit that you are. I just like myself more”.

Tyrion conhece o amigo e sempre soube dos termos de amizade dos dois e por isso aceitou (a custo) a decisão de Bronn. Derrotar a Montanha é uma missão suicida e Bronn não está disposto a arriscar a sua vida pelas recompensas não muito certas de Tyrion. Ainda por sida a sua benfeitora é também uma Lannister.

Assim, Tyrion vê-se sem combatente e as suas esperanças vão por água a baixo.

Eu adoro Oberyn Martell. Já gostava da personagem e Pedro Pascal torna-a ainda melhor. A cena entre ele e Tyrion foi a melhor de todo o episódio. A história que ele contou acerca do bebé Tyrion ainda aumentou mais a raiva de Tyrion para com a irmã.

Oberyn: “That’s not a monster, I told Cersei. That’s just a baby”.

Neste momento, Oberyn e Tyrion estão do mesmo lado e mostra-nos que a escolha de Cersei não foi assim tão acertada. Aliás, no que toca a Oberyn, Cersei e Tywin falharam. A conversa dela acerca de Myrcella não enterneceu Red Viper. E ficámos a saber que ele continua com sede de vingança também dos Lannister. Não há melhor maneira de o fazer do que lutar por Tyrion.

Oberyn: “I will be your champion”.

A cara de Tyrion quando ouviu isto devia dar outro Emmy a Peter Dinklage (já para não falar da sua brilhante actuação no episódio passado!). Este homem anda mesmo em altas esta temporada…

Agora resta saber é se Oberyn Martell consegue dar cabo de Gregor Clegane de uma vez por todas… Vamos é ter que esperar duas semanas para o descobrir.

Meereen

O gelo da rainha derreteu. Dany já há muito que andava embeiçada por Daario e foi preciso ele invadir os seus aposentos para ela ceder aos encantos do guerreiro.

Daario: “Are you here to see the queen? She’s in a good mood”.

Quem não gostou muito desta proximidade foi o pobre do Ser Jorah que chegou mesmo quando Daario fazia a sua ‘walk of shame’.

Decidida a reinstalar a paz nas Cidades Livres, Dany resolve mandar Daario e os Second Sons para Yunkai. O seu objectivo é matar todos os que se opuserem a ela. Mas ela não tinha percebido que essa estratégia não resulta?

Ser Jorah: “I wouldn’t be here to help you if Ned Stark had done to me what you want to do to the masters of Yunkai”.

Ainda bem que Ser Jorah lhe meteu juízo na cabeça. Aquelas pessoas não estão habituadas ao estilo de vida que ela os estar obrigar. Houve escravatura naquelas cidades desde sempre, eles precisam de ser ensinados e não é a matar todos que Daenerys vai conseguir isso. Só espero que seja desta que Khaleesi aprenda de uma vez por todas a ouvir os seus conselheiros. Apenas assim será uma boa rainha.

Muralha 

O Jon bem que tenta mas ninguém o ouve. Regressados de Craster’s Keep, ele tenta, em vão, convencer os irmãos a proteger a Muralha. A ameaça é muito maior do que eles pensam e estão demasiado cegos para ver isso. O que irá acontecer à Muralha?

Riverlands 

Hot Pie não foi a única pessoa do passado de Arya a regressar neste episódio. A busca pelo Hound começou e ele que se cuide. Mas acho que aquela mordida poderosa foi aviso suficiente para ter cuidado.

Arya e Sandor nunca tiveram a melhor das relações mas as coisas começaram a mudar neste episódio. Hound abre-se com ela e conta-lhe como foi ser queimado pelo irmão quando Arya insistiu em utilizar fogo para sarar a ferida dele. Isso e o facto de ele ter morto um homem para acabar com o seu sofrimento sensibilizaram Arya e ela ajudou-o a cozer a ferida.

Agora resta-nos esperar para ver o que vai acontecer a estes dois. Qual será o futuro de Arya agora que a tia morreu? Isso se ela chegar ao Vale…

Kingsroad 

Parece que Brienne tem finalmente alguma pista para encontrar não só Sansa como Arya Stark. A paragem da estalagem onde Hot Pie trabalha foi uma feliz coincidência e com os conselhos de Podrick (uma das melhores partes da história dela é mesmo a sua relação com o jovem escudeiro) ela está por fim no caminho certo para salvar as manas Stark. Será que consegue?

Vale of Arryn 

A surpresa da noite ficou guardada para Petyr Baelish. O antigo Mestre da Moeda foi responsável por um sem número de mortes na série mas foi a primeira vez que ele sujou directamente as mãos. E de que maneira!

Pobre Sansa. Não lhe dão mesmo descanso. Ela estava tão melancólica a recordar Winterfell na neve e o seu futuro marido estragou tudo. Ele pode não ser tão mau quanto Joffrey (isso também era mau demais) mas Robin é uma criança mimada. E como já não há Tyrion para dar chapadas aos seus futuros maridos, Sansa resolveu o assunto ela própria.

Já sabíamos que Lysa era um tanto pirada. Porém, as suas suspeitas em relação a Sansa e Littlefinger revelaram-se bem verdadeiras. Petyr sempre foi apaixonado por Catelyn e vê-a em Sansa, como o próprio disse. Daí o beijo (que foi muito perturbador na verdade).

Petyr: “I have only loved one woman. Only one my entire life. Your sister”.

E… puff. Lysa Arryn caiu pela Porta da Lua (a mesma que o seu filhinho querido tanto adora) após o seu coração ter sido partido pelo homem que amava.

Com a tia morta, veremos o que fará Sansa. Ela está oficialmente sem mais ninguém a quem recorrer e com a cabeça a prémio. Ela não tem outra hipótese que não ficar no Ninho.

A história de Dragonstone esteve meio perdida em relação a estas histórias. Ficámos a saber que Selyse gosta das curvas de Melissandei e que eles se preparam para abandonar a ilha. Stannis e Davos devem estar a chegar de Braavos. Espero sinceramente que o próximo destino seja a Muralha.

Com este episódio, Game of Thrones bateu um novo de audiências inteiramente justificado. Desde as emoções em King’s Landing, às mudanças na atitude de Daenerys, ao desespero de Jon de proteger a Muralha à morte chocante de Lysa Arryn, este Mockingbird  ainda mais pica para o final épico desta fantástica quarta temporada.

Nota: 9/10

Maria Sofia Santos

Publicidade

Populares

she hulk poster

Recomendamos