Arrow – 02×19 – The Man Under the Hood
| 18 Abr, 2014

Publicidade

Novo episódio de Arrow e com o final da temporada cada vez mais próximo, estou curioso para conhecer o rumo da ação. Os últimos episódios têm, na minha opinião, deixado um pouco a desejar. Especialmente da parte do Vigilante que tem mostrado alguma imprevisibilidade, mas pela negativa. Tenho saudades do herói do início da série. Não precisa de ser tão letal, mas começa a faltar-lhe agressividade.

O episódio anterior terminou com Slade a revelar a Laurel que Oliver Queen é o Vigilante. Esta tem sido a jogada de Slade. Por um lado, reunir o seu exercito e aprimorar as suas armas. Por outro lado, minar tudo à volta de Oliver, nomeadamente a sua relação com a família, com os amigos e até nos negócios da família. Por falar em negócios, o golpe de Slade, através de Isabel, deixou a família Queen em falência técnica. Para proteger o que resta do património, é necessária união familiar. Ora, Slade também fez estragos neste campo e Thea está numa de “lobo solitário”.

A propósito de “lobo solitário”, agora que Laurel conhece a identidade do Vigilante, começa a trabalhar secretamente com o objetivo de descobrir mais. Toda a gente mente à menina mas com a revelação de Slade, ela começa a fazer a ligação de vários pontos. Nada fará parar a mulher e a sua missão! Preparem-se!

Slade tem uma aparição no quartel general do Vigilante. Não parecia ter um efeito prático além de servir para mostrar à equipa que ele tem conhecimento da sua base de operações e das pessoas que rodeiam Oliver. Mas a visita não foi de cortesia pois Slade roubou a chave-mestra que depois usou para conseguir um equipamento para reproduzir o mirakuro. Esta necessidade surge depois de Oliver e a sua equipa destruírem um armazém da empresa Queen onde tinha esse equipamento que Slade precisava. Agora é preciso arranjar alternativa. Mas podia nem ser preciso, se Slade tivesse conseguido a máquina há mais tempo. Com tanta preparação, nem parece dele deixar fugir um pormenor tão relevante. O homem não precisava de ter o controlo da empresa Queen para ter a máquina. Podia ter roubado há algum tempo. Além do mais, não sei porque é que Slade precisava da chave-mestra. Ele não precisa de usar a porta. Digo eu.

Quando tudo apontava para que Slade estivesse vulnerável, “alimentando” o seu exército, eis que surge mais uma jogada de mestre. Devo dizer que quando Oliver entrou naquele armazém, pensei: “Está feito! Mas às tantas vai ter uma crise de consciência, pois ainda faltam 4 episódios para o final da temporada e a história tem de render”. Mas não. O aparecimento de Roy ali foi genial. Só achei forçado quando Oliver derruba Slade e depois, em vez de acabar com ele ali mesmo, vai tranquilamente ver Roy. E isto, com Isabel também ainda no ativo. Mas compreendo, pois ainda faltam alguns episódios.

Apesar de não ter tido muita ação e dos bons da fita continuarem em dificuldades, achei este o melhor episódio das últimas semanas. Há muito que não via um episódio tão cativante. Talvez desde o aparecimento de Barry na série, há muito tempo atrás. E este episódio ainda teve a participação de dois personagens da série Flash a estrear em breve na CW.

Nota: 8/10

Ricardo Almeida

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

mayfair witches estreia

Recomendamos