The Tomorrow People – 01×16 – Superhero
| 24 Mar, 2014

Publicidade

01x16 - Superhero

01×16 – Superhero

The Tomorrow People regressou aos ecrãs na segunda-feira e registou um dos melhores resultados em audiências (o que é muito bom, diga-se de passagem, uma vez que a série continua em risco de cancelamento e depende muito dos números que se registarem nestes últimos episódios).

Cara e John voltam a estar juntos (boring!) e isso está a deixar o Stephen desconfortável, apesar de ele fazer para que isso não se note muito. Eu, por outro lado, estou aborrecida. Já estou farta destes dois juntos mas entendo pronto que seja necessário para que a história faça algum sentido. Assim, e ao contrário do John, não me parece que a Cara tão cedo seja uma likeable person na sua individualidade.

No episódio anterior tinhamos visto que o Stephen tinha agarrado um device que ganhou vida quando ele o agarrou – assim é que o episódio começa com o Tim a analisar o dispositivo, indicando que se poderá tratar de uma chave de outro device maior mas lamenta não conseguir descodificá-lo. Por outro lado, uma vez que o device reagiu ao Stephen, chegam à conclusão que pode ser usado para encontrar o corpo de Roger é a isto que Stephen se agarra. É desta que ele encontra o corpo e que a mentira de Jedikiah vai por água abaixo?

Surge um novo caso para Hillary & Stephen – uma nova breakout chega à cidade a fazer-se passar por uma vigilante que usa os seus poderes para salvar os humanos, deixando uma rosa para trás por onde passa como imagem de marca.

Russell, numa outra cena, recorda há quatro anos em LasVegas ter conhecido uma rapariga cuja imagem de marca era igual e que o ajudou no casino quando ele ía sendo apanhado pelos seguranças a burlar. Já agora, cabelo do Russell? Ahahahaha.

No abrigo, Morgan fala com John e voluntaria-se para ir ter com Jedikiah e tentar entrar na sua mente à procura de pistas sobre a localização de Roger e pede ao John que a encubra de Cara, ao que ele responde que o fará mas que se ela fosse apanhada não iría voltar ao abrigo.

Russell diz conhecer esta aparecida vingadora como Talia, que depois de se conhecerem apaixonaram-se e fizeram muita fortuna em casinos. Claramente dispensa que a Ultra capture esta vigilante. A marca da rosa desta vigilante é uma rosa híbrida de variedade Red16 que descobrem com a ajuda do Tim só ser encontrada nos jardins do Bronx e qual não é o espanto deles quando não encontram Talia mas sim Mallory. Mallory diz a Russell que o seu disfarce de vigilante é algo comum e passado de pessoa a pessoa e que a Talia está a fazer aquilo que o Russell a incentivou a fazer.

Russell e Stephen decidem então acompanhar Mallory até onde ela mora e ajudá-la temporariamente com a sua missão – apanhar ladrões de um gangue Vietnamita especializados em lavagem de dinheiro, intimidação e manipulação de testemunhas. By the way, adorei a ideia de haver um grupo de vigilantes em TTP. Eu sei, eu sei, Arrow-much mas não tenho culpa de ser uma tontinha por superheróis! Escondidos no subterrâneo para sempre não vão a lado nenhum e quem sabe, se tivessem o apoio dos humanos, não fosse tão fácil para a Ultra apanhá-los assim. Digamos que a opinião pública é uma coisa muito forte…

Russell concorda comigo, pois claro, porque começa a considerar a opção de se tornar ele mesmo um vigilante a tempo inteiro.

Entretanto, Morgan foi ter com Jedikiah e numa outra cena, Cara conta a John que Morgan está grávida e por isso é que queria ir ter com o Jedikiah. Adorei, o Jedikiah ser pai de uma tomorrow person. É genial. É uma ironia gigante! Ela tenta entrar na cabeça de Jedikiah e é John que aparece para a salvar quando Jedikiah percebe o que ela está a tentar fazer. Este John nunca desaponta, claramente. Por mais que ele tente ser ruim, no fim de tudo acaba sempre por ser o mais compreensivo e o mais humano deles todos. E claro que acho que já deu para perceber que o John é uma das minhas personagens favoritas da série.

No final do episódio, Hillary revela a Stephen que sabia que ele tinha ajudado a vigilante e numa conversa acaba por lhe contar do seu passado trágico e abrir o seu coração ao Stephen, explicando-lhe porque é que não o expôs a Jedikiah. Meus caros amigos, nunca pensei achar piada a ver o Stephen com a Hillary mas é engraçado! Afinal as duronas também têm sentimentos! Claro está que Stephen & Hillary acabam por se beijar. Vai-lhe fazer bem para esquecer a Cara durante uns tempos, pelo menos enquanto ela ainda andar enrolada com o John.

No final, Morgan revela aos TTP aquilo que viu na cabeça de Jedikiah e John diz reconhecer algumas coisas que ela viu. É assimque John deixa Cara entrar na sua mente para tentar perceber que localização foi esta que a Morgan viu – John também diz que não vai esconder mais nada dela mas todos sabemos que o passado de John é muito complexo porque se tem vindo a revelar assim, e é bem possível que ele tenha mais coisas que não lhe conta. Não sei é quando é que os TTP se enxergam e deixam o John voltar para a liderança que assim é que estávamos bem!

Com a ajuda dos TTP, Stephen encontra o corpo de Roger & Jedikiah percebe que Morgan traíu a sua confiança.

Questões do dia: Como é que é agora com o Stephen e o Jedikiah? E o que é que acontecerá à Morgan? Não me parece que o Jedikiah a deixe passar impune. Ele pode gostar muito dela mas ele é o tipo de pessoa que não olha aos meios para atingir os fins…

Enfim, all in all gostei muito deste episódio. Espero gostar mais do próximo ainda. Adorei adorei a ideia de termos tomorrow persons vigilantes! A série demonstra estar a desenvolver-se o que só pode ser bom para audiências e para uma possibilidade de não ser cancelada e ter segunda temporada!

Nota: 8/10 (só não é 9 ou 10 porque mais uma vez não apareceu a Astrid!!!)

 Joana Pereira

Publicidade

Populares

estreias calendário séries março 2024

interview with the vampire

Recomendamos