Arrow – 02×17 – Birds of Prey
| 30 Mar, 2014

Publicidade

Birds of Prey

02×17 – Birds of Prey

Arrow caminha para o final da temporada e talvez por causa disso as audiências tenham vindo a melhorar, embora ainda longe do que já foi conseguido ao longo da temporada.

O episódio desta semana arranca com o aparecimento de Frank Bertinelli, ex líder da máfia, que, com a ajuda da dupla Oliver-Sara, acaba por ser detido pela polícia. Com Frank detido, os alertas viram-se agora para o mais que provável aparecimento de Helena, filha de Frank, que há muito tenta eliminar o pai por ter ordenado a morte do seu noivo. Confesso que gostava muito mais da dupla Oliver-Helena. A ex namorada do Vigilante tinha uma postura mais fria e letal no que diz respeito aos criminosos. Aliás, tinha e tem. Algo que Oliver também teve no início da série mas foi perdendo. E Sara não está nesse nível.
Por acaso acho que Helena até seria uma boa ajuda na caça a Slade. Mas a miúda está noutra página. E não acha muita piada quando usam o pai dela como isco para a apanhar.

Laurel continua a sua travessia no deserto. A moça bateu no fundo e tem sentido muitas dificuldades em sair de lá. Mas parece-me que está um pouco desamparada em relação às pessoas que podiam ser o seu porto seguro. É certo que pedir ajuda ao seu ex namorado ou à sua irmã, que em tempos lhe roubou o namorado, pode ser algo delicado. Mas as coisas podem estar a melhorar para ela.

Neste episódio, numa fase inicial, o grupo parece mais sólido. Mais equipa. Os elementos foram chegando mas só agora os vimos como um todo. Parece uma força de intervenção! Só não percebi muito bem a ideia do Oliver quando pede a Roy para se afastar de Thea. Vai tirar ao rapaz a única coisa que o consegue controlar. Só pode dar asneira. Aliás, se Slade for inteligente, recruta Roy. Não deve ser difícil de o conseguir.

Por falar em Slade, tirando os flashbacks, esteve ausente em todo o episódio, aparecendo apenas no final para confortar Thea. Não houve, portanto, nenhum desenvolvimento neste capítulo.
Oliver tem uma forma estranha de proteger os outros. Ele tem guarda-costas, a mãe anda sempre com guarda-costas mas Thea não tem. Mesmo agora que até há mais motivos para proteção. Mas aqueles que Oliver se propõe a proteger, acabam em perigo. Já foi assim com Laurel, com Moira, com Roy, etc. Segue-se Thea.

Nota: 5/10

Ricardo Almeida

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

trying 4 apple tv+

Recomendamos