personofinterest03x12

03×12 – Aletheia

Depois de uma breve pausa, Person of Interest está de volta. O último episódio tinha deixado um conjunto de questões pendentes e esta interrupção serviu para alimentar ainda mais a curiosidade.

Por falar em curiosidade, não deixa de ser curioso o facto de várias histórias convergirem, nomeadamente a relação Harold-Máquina com Shaw-Controlo. Pode parecer clichê, mas a forma como o fizeram parece-me bem conseguida. Os ingredientes estavam lá. Só faltava mesmo John que, tal como Shaw, acaba por ter história com todas as partes envolvidas. Ex-espião da CIA, super agente, procurado pela organização (Controlo), e agora ao serviço da Máquina de Harold Finch, que combate o crime nas ruas de NY.

Como John ainda está a deprimir com morte de Carter, confesso que fiquei surpreendido quando Root apareceu para salvar Shaw, Harold e Arthur na hora H. Era óbvio que ia aparecer alguém mas as minhas fichas, apesar de tudo, estavam no John, talvez com o detetive Fusco no apoio moral. Ainda bem que não foi previsível. O facto de Root não seguir com a comitiva, também foi surpreendente. Ou talvez não. Bem, como estou sempre a contar que o John apareça, quando acontece algo de diferente, não deixa de me surpreender. Quase dois episódios desde que o homem desertou!

É mais uma oportunidade para ver Shaw em ação. E ela sente-se como peixe na água. A expressão de Harold diz tudo: Shaw é um martelo, John um bisturi. Nem mais!

A busca por Samaritano, uma segunda máquina inteligente construída por Arthur, está cada vez mais feroz. Toda a gente quer ter acesso a este poço de informação e não se olha a meios para conseguir. Os próximos episódios prometem aquecer. Entretanto, parece que John vai continuar deprimido. Acho que está a precisar de conviver mais com Shaw para ver se passa de bisturi a martelo!

Nota: 7/10

Ricardo Almeida