Blade Runner: Série live-action confirmada na Prime Video
| 20 Set, 2022

A Prime Video deu luz verde oficialmente a uma série derivada do universo de Blade Runner intitulada Blade Runner 2099.

Ridley Scott, que realizou o filme original de 1982 protagonizado por Harrison Ford, será o produtor executivo. A série é uma sequela do filme de 2017, Blade Runner 2049, realizado por Denis Villeneuve. A nova série da Amazon Studios também conta com um argumento de Silka Luisa (Shining Girls).

Tinha já sido anunciado no início deste ano que a série se encontrava em desenvolvimento prioritário no estúdio. O diretor da televisão global da Amazon Studios, Vernon Sanders, disse em comunicado: “O Blade Runner original, realizado por Ridley Scott, é considerado um dos maiores e mais influentes filmes de ficção científica de todos os tempos e estamos entusiasmados por apresentar Blade Runner 2099 aos nossos clientes globais da Prime Video. Temos a honra de poder apresentar esta continuação da franquia, e estamos confiantes de que, associando-se à Ridley, Alcon Entertainment, Scott Free Productions e à extraordinariamente talentosa Silka Luisa, esta série manterá o intelecto, temas e espírito dos seus antecessores cinematográficos.”

O filme original é uma adaptação do livro Do Androids Dream of Eletric Sheep?, de Philip K. Dick. Passa-se numa Los Angeles distópica em 2019, na qual os humanos sintéticos conhecidos como replicantes são criados biologicamente pela poderosa Tyrell Corporation para trabalhar em colónias espaciais. Quando um grupo fugitivo de replicantes evoluídos foge para a Terra, um polícia acaba por concordar em caçá-los.

Apesar de ser a primeira série live-action, esta não será a primeira série derivada do universo. Black Runner: Black Lotus, um anime, estreou em novembro do ano passado, com a narrativa a decorrer no ano de 2032 e centrada numa replicante feminina, com voz de Jessica Henwick (Iron Fist).

Publicidade

Populares

Conversations With Friends

calendário estreias

new amsterdam 5 poster

Recomendamos