O fim de 2019 aproxima-se e as resoluções para o novo ano começam a tomar forma. Ganhar o euromilhões? Começar finalmente a ir ao ginásio? Paz no mundo? Certamente que estas farão parte dos pensamentos de muitas pessoas quando soar a meia-noite do dia 1 de janeiro. Nós por cá fizemos uma lista com 30 desejos para 2020 no mundo das séries. Partilhas algum connosco?

  1. Que anunciem o fim de The Walking Dead. Apesar de a série estar novamente num pico de qualidade, se prolongarem a história por mais tempo arriscam perder o que têm de bom neste momento. Até porque as comics acabaram e o material para adaptação deixará de existir. Na mesma volta, cancelarem Fear the Walking Dead também seria uma boa decisão. A renovação da série é incompreensível, numa altura em que a história já não tem nada para oferecer ao espectador. Ainda para mais quando vai haver outro spin-off e uma trilogia de filmes.
    .
  2. Que os canais/produtoras invistam em séries boas, de qualidade, com argumentos interessantes e diferentes e que se deixem de mais do mesmo. Todos os anos há inúmeras estreias de coisas que já foram feitas e refeitas e que não trazem nada de novo. Não precisam de ser necessariamente produções originais de raiz, podem também ser boas adaptações de filmes ou livros, como é exemplo His Dark Materials e The Witcher.
    .
  3. Por favor que acabem com os reboots e os revivals! São enredos que já não surpreendem o espectador. Porquê insistir nesta ideia quando já se viu que o resultado não é o melhor? Prison Break, Charmed, BH90210Magnum P.I. e a lista continua. Onde está a originalidade? E o pior é que ainda arriscam estragar a boa imagem da história original.
    .
  4. Que a Disney+ chegue a Portugal rapidamente, com preços simpáticos, e que anunciem mais séries, se querem fazer frente à montanha de estreias mensais da Netflix, e que esse novo conteúdo seja tão bom como The Mandalorian.
    .
  5. Que a Apple TV+ continue com grandes apostas como tem feito desde o momento em que se lançou no mundo dos streamers. ServantThe Morning Show, For All Mankind ou Dickinson foram séries cheias de qualidade e que cumpriram o seu objetivo: deixar o espectador a ansiar por mais.
    .
  6. Na era dourada da TV há que arranjar formas de conseguir ver o maior número possível de séries, por isso, que as novas plataformas de streaming continuem a disponibilizar temporadas com episódios semanais, como aconteceu na Apple TV+ e na Disney+. E, no caso das temporadas de rajada, que pelo menos sejam mais curtas – a Netflix tem vindo a diminuir o número de episódios por temporada e tem dado bom resultado.
    .
  7. A terra do streaming já quase se assemelha a um labirinto! Até podem continuar a fazer brotar serviços de streaming que nem cogumelos, mas por favor deixem de lado a ideia da exclusividade e vendam as séries uns aos outros ou pelo menos à Netflix, ou acham que o comum mortal vai subscrever a 7 ou 8 pacotes de serviços diferentes em simultâneo?
    .
  8. E com a anterior em mente, que a HBO Portugal inclua os novos conteúdos originais da futura plataforma HBO Max, em vez de aparecer mais um serviço de streaming em Portugal para nos deixar falidos.
    .
  9. Que 2020 seja finalmente o ano em que vemos o elenco principal de Friends reunido em televisão. Não num reboot da série ou num filme, porque o risco de correr mal é elevado, mas sim num especial para relembrar a série.
    .
  10. Que estreie uma boa série de comédia, daquelas como se faziam antigamente. O mundo das séries precisa de um projeto de qualidade deste género e não mais do mesmo e com pouca piada, como nos têm apresentado ultimamente.
    .
  11. Por falar em comédia, que o final de The Good Place seja tão genial como toda a série foi! Esta que é, sem dúvida, das melhores comédias da atualidade, viu a sua qualidade um pouco abalada nesta primeira metade da sua última temporada. Que a segunda metade traga de volta a qualidade e culmine em nota alta!
    .
  12. Por falar em finais, que o de Supernatural seja tudo aquilo que a série e os fãs merecem. O fim desta jornada de 15 anos não pode ser nada menos do que épico.
    .
  13. Que confirmem a estreia da série The Lord of the Rings para 2020. Não dá para esperar mais do que isso! E já agora, que supere a qualidade dos filmes (um seriólico pode sonhar, certo?) e que anunciem brevemente o elenco principal completo, juntamente com algumas imagens da série para abrir o apetite.
    .
  14. Que renovem Sherlock para mais uma temporada de uma vez por todas. Têm sido anos de espera paciente. Os fãs precisam de respostas!
    .
  15. Que confirmem finalmente se Prison Break terá ou não uma 6.ª temporada, já que Dominic Purcell está constantemente a fazer menção a este suposto regresso.
    .
  16. Que Sarah Paulson regresse a American Horror Story. Não só a atriz é um dos pilares da série, como a antologia não é a mesma coisa sem ela.
    .
  17. Que This Is Us continue a provar que a renovação antecipada para uma 5.ª e 6.ª temporadas não foi um erro. O criador da série idealizou seis temporadas para contar a história dos Pearson, mas muitos são os que acham que o brilho inicial se perdeu. Esperamos que não esteja errado e que a série continue a ser um sucesso até ao fim.
    .
  18. Que a 2.ª temporada de The Haunting of Hill House, The Haunting of Bly Manor, seja tão boa ou melhor que a primeira, apresentando uma história cativante e assustadora que nos deixe agarrados do início ao fim.
    .
  19. Que se continue a apostar em séries em formato de curtas. State of the Union e Love, Death & Robots foram duas excelentes estreias deste ano e este tipo de séries é ótimo para quem não tem o tempo livre que queria.
    .
  20. E já que a moda agora é a das minisséries, então que deixem de as renovar. Quando é esperado que uma série tenha um determinado número de episódios torna-se um pouco ingrato ver uma renovação. Até porque muitas vezes estas renovações traduzem-se numa quebra de qualidade ou num certo afastamento da história central. E visto que uma minissérie é um compromisso a curto prazo, diferente daquele que estabelecemos com uma série com várias temporadas, é ainda mais ingrato quando essa renovação significa que o final fica em aberto.
    .
  21. Que cancelem as séries que já duram há mais de uma década, como Grey’s Anatomy, NCIS, Law & Order: SVU e por aí fora. Já chega. Estas séries já estão a correr há tempo de mais e o que trazem de novo é quase nulo.
    .
  22. Que deixem de terminar séries com finais abertos com a perspectiva de uma próxima temporada, mas que depois são canceladas. Nós, os espectadores, agradecemos.
    .
  23. Que acabem com as infinitas séries da DC no canal CW. Estão a “espremer o sumo da laranja” ao máximo e com tanta série perde-se muito facilmente a qualidade. Legends of Tomorrow e Black Lightning são bons exemplos de séries que podem acabar. De forma geral, o que desejamos é que existam menos séries de super-heróis porque a abundância de opções levou a uma vulgaridade do tema e isso não é nada bom.
    .
  24. Já que falamos em séries da DC na CW, que se deixem de mega crossovers. Ninguém é obrigado a ver todas as séries e muito menos ao mesmo tempo, o que faz com que de repente apareçam episódios de crossover a meio de uma temporada, descontextualizados ou com storylines de outras séries que não acompanhamos e acabamos o episódio quase como o começámos: sem perceber nada. Se querem apostar em crossovers, que o façam com uma história independente à da temporada.
    .
  25. Que sejam produzidas mais séries do universo de Star Wars, incrivelmente gigante e com tanto por explorar. Para além disso, que essas séries sejam tão boas como The Mandalorian, que não se “encostou” ao franchising cinematográfico para trazer ao espectador uma produção de qualidade. Vem aí uma série sobre Obi Wan Kenobi e esperamos que corresponda às expectativas.
    .
  26. Que as futuras séries da Marvel da Disney+ encantem os fãs e que consigam aliviar o vazio que as séries da Marvel da Netflix deixaram, bem como as duas da Freeform, Cloak & Dagger e Runaways, ambas terminadas este ano.
    .
  27. Que os fãs parem de achar que têm direito de decisão sobre o rumo criativo que as séries tomam e que os produtores parem de fazer tanto fan service nalgumas delas. Todos temos direito de querer ver desenlaces diferentes ou parzinhos a ficarem juntos, mas há uns anos isso resolvia-se a escrever umas fan fictions e não a criar petições contra os criadores. Essas eram mais usadas para quando as séries eram canceladas injustamente.
    .
  28. Que Phoebe Waller-Bridge não ceda às pressões de fazer uma nova temporada de Fleabag por causa do sucesso e prémios conquistados pela série. Ela tinha uma visão para a série, contou a história que queria e isso é mais importante do que tudo. Entretanto, que se foque em manter a excelente qualidade de Killing Eve.
    .
  29. 2019 foi o ano em que a Netflix se aliou finalmente à Comic Con Portugal (ao colocar o stand com os gelados de Stranger Things e ao trazer Millie Bobby Brown). Que em 2020 o streamer traga mais atores das suas séries, em especial de Dark, que vai ter o seu aguardado final.
    .
  30. Por fim, agora que temos Netflix e HBO Portugal, que seja em 2020 que um dos streamers (ou os dois) anuncie a primeira série original portuguesaNuestros hermanos já têm algumas, nós também queremos e merecemos!