This Is Us – 06×10 – Every Version of You
| 31 Mar, 2022
8.2

Publicidade

Com Every Version of You damos por concluídas as trilogias de episódios do Big Three a que This Is Us nos habituou, desta vez com Randall enquanto protagonista. Deixa-me dizer que Sterling K. Brown nunca falha e conseguiu, mais uma vez, dar tudo de si neste episódio que pouco ou nada trouxe de novo à personagem. Sei que não tenho sido muito simpática com a última trilogia do Big Three, mas simplesmente não gosto de ver esta série icónica ficar tão morna na sua última temporada. Percebo o intuito destes três episódios em seguir os irmãos após a conversa que Rebecca teve com eles, mas sinto que a vida deles seria exatamente a mesma, mesmo sem a conversa. Por muito que reconheça que Rebecca é a grande heroína em This Is Us, não acho que, neste momento, ela tenha tanta relevância no rumo da vida dos seus filhos. Mal acabei de escrever, apercebi-me que isto não soou nada sensível e peço desculpa!

Temos um episódio em que Deja descobre que Randall meteu na cabeça de Malik que eles deveriam terminar o seu namoro e como mulher adulta que ela é, foge da cabana para tentar convencer Malik a voltar para ela e antes disso diz a Randall que ele não é o seu pai. Daí, Randall, como pai preocupado e pessoa precipitada que gosta de ter as coisas sob controlo, decide ir de imediato atrás dela. Rebecca junta-se a ele e juntos embarcam numa road trip que será memorável para ambos. Rebecca consegue convencê-lo a levar as coisas com mais calma e passam um dia entre mãe e filho como há muito não passavam. Com o desenrolar, sabemos que Randall terá possibilidade de vir a ter um futuro enquanto presidente e pelos vistos sempre foi algo que visionou para ele – ou então disse-o somente para convencer o polícia.

Há dois aspetos que me deixaram a pensar durante o episódio. Em primeiro lugar, Randall obviamente mandou uma boquinha à mãe sobre esta ter escolhido Kate. Mais tarde Rebecca justificou-se dizendo que Randall pararia tudo na sua vida para se assegurar que os últimos anos de Rebecca seriam perfeitos e como ele já tinha abdicado de tanto quando Jack morreu, ela não poderia colocar este peso em cima dele. Até aqui está certo, é uma boa razão para não escolher Randall. Mas e Kevin?

Por último, tanto no início – quando Deja diz que Randall não é o seu pai e que apenas a retirou da sua mãe – como no fim, quando Deja pede desculpa a Randall e lhe diz que ele é o seu pai e, aliás o único que teve, é impossível não pensar em Beth. Qual é o papel dela nisto tudo? Não está ela magoada com a atitude de Deja? É suposto o pedido de desculpas de Deja a Randall ser bonito? Ela tem duas mães e não é isso que faz com que nenhuma seja pior ou tenha menos valor. Mesmo nos flash-forwards, vemos sempre Randall a falar com as filhas, não Beth. Eu percebo que a relação mais próxima de Deja seja com Randall por tudo o que os une e pela história deles, mas parece-me que esta narrativa coloca sempre Beth de lado.

No final do episódio, ainda temos Kate a dizer a Toby que não quer mudar-se para São Francisco e Toby a contar-lhe que o famoso grelhador chegou a tempo para a festa de aniversário de Rebecca e Miguel. Faltam apenas oito episódios para o final: quais são as teorias para o desenrolar da história?

Ana Leandro

8.2
9
Interpretação
7.5
Argumento
8
Realização
8.5
Banda Sonora

Publicidade

Populares

estreias calendário séries março 2024

interview with the vampire

Recomendamos