Classificação

8
Interpretação
8.5
Argumento
9
Realização
10
Banda Sonora

[Esta review contém spoilers] Bryce Dallas Howard regressa como realizadora nesta segunda temporada de The Mandalorian em The Heiress. A filha do famoso e premiado cineasta Ron Howard e estrela de Jurassic World e The Twilight Saga: Eclipse já tinha realizado o quarto episódio da primeira temporada. Regressa à série para nos presentear com um episódio cheio de ação, efeitos especiais de primeira e referências de sobra a Star Wars Rebels.

Queixei-me bastante do feelingfiller que o episódio anterior me trouxe, mas este The Heiress veio remediar, de certa forma, as coisas. Mando encontrou finalmente mandalorians e tivemos a história a avançar de maneira mais estruturada e concisa do que na primeira temporada da série.

A cena inicial da Razor Crest a aterrar aparatosamente na lua de Trask foi fenomenal. Aquela nave é mesmo indestrutível, já levou pancada até dizer chega mas continua a voar. Mas toda a sequência foi muito bem feita e arranjaram uma maneira muito potente de iniciar o episódio.

Claro que um episódio sem que ninguém queira comer/raptar o Baby Yoda não é a mesma coisa. Portanto lá dão a Criança de comer a um bicho do mar e prendem Mando na mesma prisão.

No entanto, foi esta a oportunidade que arranjaram de apresentar os mandalorians à história. Ou seja, com muito estilo, claro. Ver Mando finalmente juntos dos seus depois de tanto procurar foi um nadinha emocionante, admito. Não tivemos Boba Fett, mas foi bom na mesma. Especialmente porque tivemos o regresso de uma figura bastante conhecida para os fãs da saga que viram a série Star Wars Rebels.

Katee Sackhoff, que muitos podem conhecer da famosíssima série de ficção científica, Battlestar Galactica, fez a voz de Bo-Katan Kryze em Star Wars Rebels e regressou para dar corpo ao personagem em The Mandalorian, The Heiress. No entanto, ela e os companheiros seguem a maneira antiga dos mandalorian – nomeadamente, tiram os capacetes e revelam o rosto ao mundo, coisa que Mando nunca fez e o faz desconfiar imediatamente do trio.

O facto de Mando nunca tirar o capacete e 70% da série passar-se sem olharmos para um rosto humano é algo em que a série se distingue. Contudo, também o considero um ponto fraco. Pedro Pascal consegue trazer emoção ao seu mandalorian com a sua voz rouca e profunda que me faz lembrar sempre e para sempre Oberyn Martell. Mas falta sempre traços realmente humanos ao personagem e espero que eventualmente tire o capacete, nem que seja nas cenas em que está apenas com a Criança.

Voltámos a ter um “caso da semana”, mas desta vez fizeram bem as coisas. Mando voltou a trocar os seus serviços por informações mas desta vez foi com mandalorians e a experiência foi toda diferente. Além de que desta vez vimos os mandalorians assaltar e roubar uma nave Imperial recheadinha de armas. O que significa que vimos os épicos stormtroopers e a sua lendária falta de pontaria. Seria interessante que explorassem melhor estes restos de forças do Império. Quiçá isto nos leve aos inícios da Primeira Ordem, o rejuvenescido Império Galático que aparece em Star Wars: The Force Awakens. Seria interessante.

No final, Bo-Katan Kryze ajuda Mando com o nome de uma jedi que o poderá ajudar com a Criança…  Ahsoka Tano. Ela foi padawan de Anakin Skywalker a.k.a futuro Darth Vader em Star Wars: Clone Wars e foi uma das personagem principais tanto no filme como na série. Fiquei bastante entusiasmada com o regresso dela ao universo Star Wars!!

Já o Baby Yoda ficou novamente no banco de suplentes e voltou a não brilhar no episódio. Depois de quase ter sido morto no início do episódio, Mando achou por bem deixá-los com o adorável casal Sapo que estavam babadíssimos com os ovinhos. E o malandro lá se redimiu de ter enfardado uma boa porção dos ovos no episódio passado. No final quando Mando o foi buscar ele estava super entretido a brincar com um dos rebentos que já tinha nascido.

Foi um bom episódio, com bastantes referências a Star Wars e a personagens de outras séries. Estou muito curiosa para saber como será a demanda de Mando e do Baby Yoda e se ele consegue a ajuda dos jedi… Apesar de que separar Mando e o Baby Yoda é suicídio televisivo. Vamos ver! (Se a nave não cair de podre entretanto)

Maria Sofia Santos