Classificação

8
Interpretação
7.3
Argumento
8
Realização
9.5
Banda Sonora

[Contém spoilers]

The Mandalorian entra na reta final da sua 1.ª temporada com The Gunslinger. Depois de Mando ter virado costas a uma possível vida a dois no último episódio, voltamos a ser lembrados como uma chapada na cara de que a perseguição ao bebé Yoda é cada vez mais cerrada e perigosa. Oh, como deliro como uma miúda com estas perseguições e lutas em pleno espaço! Pronto, não há Millenium Falcon, mas o nosso mandalorian é bastante esperto e eficaz na coisa.

Claro que depois desta luta, a nave precisa de arranjo, mas como ele anda desempregado desde a brincadeira com o bebé Yoda, Mando procura trabalho para conseguir pagar o arranjo. E onde é que tudo isto se passa? Olé, Tatooine, o planeta mãe de Anakin e Luke Skywalker, o grande planeta desértico. Esqueçam o que disse sobre a série andar a afastar-se dos icónicos e conhecidos planetas da saga. Já estragaram tudo a ir ao sítio mais conhecido da saga inteira.

Ora bem, o Mando lá arranja trabalho na sua área de estudos (e nem teve de procurar muito!!), ou seja, como caçador de recompensas, para capturar Fennec Shand, uma conhecida mercenária. Apesar de saber que é uma missão suicida, o mandalorian estava desesperado e com muita pressa.

Meu Deus, como é potente aquela armadura do mandalorian! O pagamento do bebé Yoda realmente está a render bem. No entanto, tudo dá para o torto quando o “patrão” de mando, desesperado para entrar na Guild (vá, a Ordem dos Caçadores de Recompensas), percebe que as honras que irá receber por Shand não se comparam com o prémio que está na cabeça do mandalorian. Mas como ninguém se mete entre Mando e o seu bebé lindo, o personagem de Pedro Pascal dá cabo de Toro em três tempos.

E onde andava o nosso personagem favorito? Neste episódio foi só fofo e o típico bebé resmungão (eu cá acho que ele tinha saudades de Mando) que conquistou em segundos Peli – a mecânica que tratou da nave – e ela ficou a fazer de babysitter o resto do tempo.

Se foi um episódio engraçado? Afirmativo. Se me entreteve? Afirmativo outra vez. Se acrescentou alguma coisa à história ou nos abriu o véu nem que fosse um bocadinho para nos mostrar em que direção ia a série e começávamos a conjurar como seria a season finale? Não e não. Continuamos a saber o mesmo que no episódio anterior. Todos naquela galáxia andam atrás daqueles dois. Mas só. Não há novas informações da vida do mandalorian, continuamos às aranhas sobre as origens do bebé Yoda, como e onde nasceu, quem é que o pariu (se é que alguém o deu à luz!), se Yoda sabia da sua existência, o seu nome, etc, etc. É um bocado seca e desmotivador que deixem tudo isto para os derradeiros episódios.

Nem mesmo aquela misteriosa figura ao pé de Shand me despertou curiosidade suficiente para não ficar amuada com The Gunslinger. Que sabe ela, ou o que é que pode acrescentar na história da maior caça ao mandalorian da galáxia? Vamos ver. Mas despachem-se a explicar, minha gente!

Maria Sofia Santos