Uncoupled – Review da 1.ª temporada
| 02 Ago, 2022
5.05

Na passada sexta-feira, dia 29 de julho, decidi encerrar a semana de trabalho na companhia da 1.ª temporada de Uncoupled, a nova série de comédia da Netflix. Uncoupled conta com Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother) no papel de Michael, que leva uma vida feliz e na qual se sente realizado até ao dia em que o marido o abandona, ao fim de 17 anos de relação. A partir daí somos convidados a acompanhar a dor de Michael pelo fim da relação e a descoberta de uma nova vida aos 40 anos enquanto solteiro e gay, na cidade de Nova Iorque.

Uncoupled é uma série leve e divertida, é aquele tipo de série para se ver sem pensar em absolutamente nada. Temos o típico drama de fim de relação, misturado com o desabrochar para uma nova vida de solteiro e com a diversão e leveza que a comunidade gay nos traz sempre. É uma fórmula já conhecida do pequeno ecrã e não costuma falhar. Soltei algumas gargalhadas com Michael e o seu grupo de amigos e vi várias similaridades com Sex and the City.

Gostei, mas não passou disso. Esperava ver uma comédia dramática, cheia de momentos caricatos e ridiculamente hilariantes, mas o que vi foi uma comédia mediana com um grupo de amigos cheio de potencial e várias situações que poderiam ter sido algo muito melhor. Para criadores que nos trouxeram séries como Sex and the City, Emily in Paris e Modern Family esperava mais desta 1.ª temporada. O problema certamente terá a ver com as expectativas que criei.

Melhor episódio:

Episódio 4 – Chapter 4 É o episódio que teve a cena que achei mais engraçada e ao mesmo tempo com a melhor mensagem a reter de toda a série – e isto dito por um drag queen, o que tornou tudo ainda melhor.

Personagem de destaque:

Suzanne (Tisha Campbell) – Fiquei a sentir que a história de Suzanne tem muito por explorar. Quem sabe seja feita uma 2.ª temporada que se foque nesta personagem. Gostei muito de ver a relação de Suzanne e Michael.

Uncoupled – Review 1.ª temporada
Temporada: 1
Nº Episódios: 8
5.05
6
Interpretação
4.5
Argumento
5
Realização
4
Banda Sonora

Publicidade

Populares

a league of their own

Recomendamos