Quiz – Review da Minissérie
| 19 Abr, 2020

Minissérie

Número de episódios: 3

[Não contém spoilers]

Quiz é uma minissérie do canal britânico ITV que retrata o escândalo em que o programa Quem Quer Ser Milionário, criado por esta emissora, se viu envolvido em 2001, quando um casal de concorrentes alegadamente fez batota e ganhou um milhão de libras. Três episódios são a conta certa para conseguimos perceber o panorama geral dos acontecimentos e tirarmos as nossas próprias conclusões… Ou não.

O que me chamou a atenção para esta série foi a participação de Michael Sheen, cujo trabalho nunca deixa de surpreender e encantar. É sem dúvida um dos grandes nomes da sua geração e uma referência no mundo da representação. Sheen interpreta aqui o papel do icónico apresentador do concurso, Chris Tarrant, e, segundo, consta não podia ter sido melhor. Como podem imaginar não conheço de todo o verdadeiro Tarrant, mas das críticas que li de pessoas que acompanham o programa no Reino Unido, Sheen faz lembrar em tudo o apresentador. Claro que não havia muito que a equipa de caracterização pudesse fazer em relação às feições de Sheen, mas no que toca ao cabelo, às roupas, à postura, às expressões e à forma como fala estamos perante uma versão ficcional muito fiel à realidade.

Em três episódios temos um espaço temporal de quatro anos, desde 1997, quando o programa foi criado, até 2001, quando o escândalo se deu. Diria que dos três, o mais empolgante é o segundo, que é quando o Major Charles Ingram (Matthew MacfadyenPride and Prejudice) participa e ganha o grande prémio. Ainda assim gostei dos três capítulos, que nos levam aos pontos mais fulcrais desta história. Começamos pelo surgimento da ideia e as várias fases até chegarem à fórmula final do Quem Quer Ser Milionário e onde temos um pouco de contexto da loucura que é o Departamento de Programação. Achei muito engraçada esta montagem e deu para soltar umas gargalhadas.

Quando começamos a pesquisar sobre os verdadeiros envolvidos na situação, percebemos que a produção de Quiz fez mesmo um excelente trabalho de caracterização. Quanto a caras, e como já referi, não há muito a fazer, mas tudo o resto vai até ao mais pequeno pormenor. Acessórios, posições, cenários. Tudo. Só posso imaginar que também os diálogos das partes que são de conhecimento público, como a participação não só de Charles como a da sua mulher, Diana (Sian CllifordFleabag), e a do irmão desta, Adrian (Trystan GravelleThe Terror), no concurso ou o julgamento do casal depois de serem acusados de terem feito batota sejam bastante fiéis e quase idênticos ao que realmente decorreu.

O julgamento é outro grande foco da série, como não podia deixar de ser. Se até este ponto já tínhamos formulado uma opinião em relação aos Ingram, aqui é quando as dúvidas começam a surgir. Se a prestação da advogada de defesa do casal, Sonia Woodley QC (Helen McCroryPeaky Blinders), foi relativamente parecida à da série, confesso que teria dificuldade em não acreditar no que ela disse. Diria mesmo que todas as prestações nesta minissérie estão incríveis e, do que consegui perceber das pesquisas que fiz, estupidamente parecidas às figuras reais em que se baseiam.

Quiz é uma minissérie leve e engraçada que retrata um acontecimento provavelmente não muito conhecido por cá, pelo menos para quem tem menos de 25 anos. Tem apenas três episódios, o que facilita a visualização – em duas horas e pouco está despachada. A realização está bastante fiel à realidade, desde caracterizações a interpretações. Se séries baseadas em acontecimentos factuais são do vosso gosto particular, não percam esta!

 

Personagem de Destaque:

Charles Ingram (Matthew Macfadyen) – O meu primeiro pensamento foi Chris Tarrant interpretado por Michael Sheen. Contudo, esta personagem não é o foco da série e não tem um destaque muito grande. Quem verdadeiramente sobressai nos escassos episódios é o vencedor do grande prémio, Charles Ingram, que transparece uma sensibilidade enorme, que talvez não fosse a primeira emoção que sentiríamos em alguém que supostamente faz batota. Ainda assim, estamos sempre na dúvida em relação às suas verdadeiras intenções.

Melhor Episódio:

Episódio 2 – Não havia muito por onde escolher, mas o segundo capítulo é o que mais prende ao ecrã. É aqui que Charles participa no concurso e onde vemos o que pode ou não ser o método de batota. Há muita tensão e ainda que à partida saibamos que ele ganha o prémio final, ficamos sempre na expectativa se acertará nas respostas certas.

Beatriz Caetano

Publicidade

Populares

Conversations With Friends

calendário estreias

new amsterdam 5 poster

Recomendamos