Arrow – 02×22 – Streets of Fire
| 11 Mai, 2014

Publicidade

02×22 – Streets of Fire

02×22 – Streets of Fire

Penúltimo episódio de Arrow com os níveis de audiências novamente a subir. Na semana anterior, Oliver e a sua equipa pareciam ter um plano para derrubar Slade e o seu exército. Mas, como já vem sendo hábito, as movimentações de Slade são mais bem conseguidas e o episódio terminou em total clima de tensão, pois a equipa Vigilante parecia não ter estratégias alternativas. A equipa está em sérios problemas. Aliás, toda a cidade está, pois o exército de Slade tomou de assalto Starling City.

No meio de todo o caos, eis que aparece Malcolm Merlyn. E surge mesmo na hora H para salvar Thea. Mas a jovem não parece muito contente com o regresso do “papá”. Já nem me recordo da última vez que Malcolm apareceu. Talvez tenha sido após o julgamento de Moira. Só faltava ele agora combater lado a lado com o Vigilante contra esta ameaça.

No episódio anterior, Felicity recebeu um telefonema dos laboratórios STAR. Na altura não ficamos a saber a razão deste contacto mas neste episódio, é revelado que conseguiram produzir uma cura para o mirakuro. Ora, numa luta em que o adversário só morre com recurso a explosivos, uma cura para esta droga podia ser a arma perfeita. Mas, uma vez mais, Slade mostra que não dorme em serviço, pois intercepta a chamada e envia soldados para conseguir a cura, antes que esta caia nas mãos de Oliver.

Entretanto, Sarah está de regresso a Starling, mesmo a tempo de ajudar a irmã. O timming é sempre perfeito. Menos para o Mayor que vê o seu plano sair furado. Já devia ter percebido que Slade não é de confiança. Confesso que, apesar de toda a agitação e toda a ação, o episódio já estava a aborrecer-me um pouco quando Sebastian surpreendeu tomando a dianteira por um novo ataque nos planos de Slade.

A minha dúvida em relação à organização ARGUS também foi esclarecida. Têm os meios necessários para evitar uma escalada de violência e decidiram assumir pontos estratégicos para conter a confusão, dentro da cidade.

O episódio termina com uma situação duvidosa. Aparentemente, Thea dispara sobre Malcolm. Digo aparentemente porque só aparece ela na imagem. Ora, se a miúda atirou de verdade, é uma revelação bombástica. Mas estou mais inclinado para tiros de desespero, apenas para calar Malcolm.

Fica o verdadeiro confronto adiado para o próximo episódio. Oliver tem a cura em seu poder mas corre contra o tempo, pois Amanda, da ARGUS, já disse que ia bombardear a cidade para impedir que os soldados de Slade fujam. Por outro lado, se Thea não atingiu Malcolm, estou curioso para ver qual o seu papel nesta batalha.

Nota: 8/10

Ricardo Almeida

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

Clãs da Galiza Clanes Netflix

Recomendamos