A Netflix anunciou que a 3.ª temporada de Narcos: Mexico vai ser a última.

Narcos: México explora as origens da guerra moderna contra as drogas, indo às suas raízes, numa época em que o mundo do tráfico mexicano era uma confederação desorganizada de produtores e traficantes independentes. A série testemunha também o crescimento do Cartel de Guadalajara nos anos 80, com Félix Gallardo (Diego Luna) a assumir a liderança, unindo traficantes de forma a construir um império. Quando um agente da DEA (órgão da polícia de combate às drogas), Kiki Camarena (Michael Peña), se muda com a mulher e o filho da Califórnia para Guadalajara, onde irá assumir um novo cargo, rapidamente percebe que a sua tarefa será mais difícil do que alguma vez podia imaginar. À medida que Kiki vai conhecendo melhor Félix e está mais envolvido na sua missão, uma trágica sequência de acontecimentos desenvolve-se, afetando o tráfico de droga e a guerra contra ela por vários anos.

A 3.ª temporada, que vai estrear a 5 de novembro, decorre nos anos 90, quando a globalização do negócio da droga se intensifica. A nova história vai explorar a guerra que se origina com a divisão do império de Felix. Começa também a aparecer uma nova geração de líderes mexicanos, criando dificuldades aos cartéis para sobreviverem de forma independente.

Em termos de elenco, as novidades, já conhecidas, são a adição do rapper Bad Bunny no papel de Arturo “Kitty” Paez, um membro do gangue Narco Junior, constituído por jovens ricos e com bons contactos que se deixaram atrair pelo dinheiro, drogas e violência associados ao estilo de vida dos cartéis. A Bad Bunny juntam-se também: Luis Gerardo Méndez, no papel de um polícia com um dilema moral; Alberto Guerra como um traficante independente que acha que está sempre um passo à frente dos outros; e Luisa Rubino, que vai dar vida a uma jovem e idealista jornalista com uma missão importante.