Showrunner de House of the Dragon confirma fim dos saltos temporais
| 26 Out, 2022

A 1.ª temporada de House of the Dragon terminou no passado domingo, dia 23 de outubro, e Ryan Condal, showrunner da série, confirmou em entrevista ao site Deadline que chegaram também ao fim os saltos temporais da prequela de Game of Thrones.

Ao longo da história da temporada inicial de House of the Dragon, assistimos a várias mudanças temporais e mudanças de atores a representar os mesmos papéis em idades diferentes. Nomeadamente, no episódio 6, as protagonistas Milly Alcock e Emily Carey, que davam vida a Rhaenyra Targaryen e Alicent Hightower, respetivamente, foram substituídas por Emma D’Arcy e Olivia Cooke depois de um salto de dez anos na história.

Condal afirmou na sua entrevista que o fim destes saltos temporais de House of the Dragon acaba por ser uma “recompensa” para a “incrível audiência” que tem acompanhado a série e que a história será “contada em tempo real daqui para a frente”. O produtor acrescentou assim que “os atores vão interpretar estas personagens até ao fim” e, portanto, não existirão mais contratações para assim representar as personagens principais em tempos diferentes.

Com isto, Condal explica também que passarão assim ao foco na história da Dança dos Dragões, a guerra civil entre Rhaenyra e o seu meio-irmão Aegon II (Tom Glynn-Carney) pelo Trono de Ferro.

Em Portugal, a 1.ª temporada da série está disponível na totalidade na HBO Max.

Publicidade

Populares

calendário estreias

freeridge poster

Recomendamos