O ator norte-americano Michael K. Williams, cujas prestações foram reconhecidas pela crítica nas séries The Wire, Boardwalk Empire ou Lovecraft Country, morreu aos 54 anos, na passada segunda-feira, 6 de setembro.

Nomeado para cinco Emmys ao longo da sua carreira – incluindo na categoria de Melhor Ator Secundário na série dramática Lovecraft Country da HBO pela interpretação de Montrose Freeman -, Williams foi encontrado já sem vida na sua casa, em Brooklyn, Nova Iorque. A confirmação do óbito foi dada por membros da sua família e, para já, não foram reveladas as circunstâncias que levaram ao seu falecimento.

Esta notícia acaba por ser um choque para a indústria, uma vez que a carreira de Williams se encontrava em ascensão. Dono de um talento inegável, o ator tinha acabado de assinar um acordo com Khris Davis e Sullivan Jones para fazer parte de um projeto biográfico sobre George Foreman no qual iria encarnar o mentor/treinador Doc Broadus.

Nascido em 1966, Williams chegou às luzes da ribalta graças à série The Wire, da plataforma de streaming HBO, ao dar vida a Omar, um ladrão de traficantes de droga caracterizado por uma personalidade tão peculiar como memorável. De seguida, dedicou-se ao papel de Chalky White – um contrabandista aliado do político corrupto de Nova Jérsia, Nucky Thompson – mergulhando no universo de Boardwalk Empire.

Depois de ter começado um percurso artístico como dançarino, tendo trabalhado com cantores como Madonna ou George Michael, Williams enveredou pela representação, arrecadando vários créditos nos palcos de teatro e no grande ecrã. Chegou mesmo a participar no filme oscarizado 12 Years a Slave, realizado por Steve McQueen.

A capacidade de interpretar um rufia com um bom coração fez com que Michael K. Williams ganhasse notoriedade como ator e Lovecraft Country não foi uma exceção. Como tal, é considerado um dos favoritos à conquista de um Emmy na edição de 2021 da cerimónia, a título póstumo.

Vários colegas de profissão fizeram questão de manifestar o seu pesar, incluindo Wendell Pierce, com o qual Williams contracenou em The Wire: