Dakota Fanning será a co-protagonista na série de drama da Showtime, Ripley. Ao seu lado estarão os já confirmados Andrew Scott (Fleabag) e Johnny Flynn (Genius: Einstein).

Ripley baseia-se no conjunto de cinco livros de Patricia Highsmith sobre a personagem Tom Ripley, apelidados de The Ripliad. A história acompanha a transição de Tom Ripley (Andrew Scott) de artista para serial killer. No início da década de 1960, em Nova Iorque, Tom é contratado por um empresário abastado para viajar até à Itália e convencer o seu filho a regressar a casa. Quando Tom aceita a proposta põe em ação um conjunto de acontecimentos que o levarão a uma vida de enganos, mentiras e fraudes. Dakota Fanning dará vida a Marge Sherwood, uma mulher americana a viver em Itália, que suspeita que há motivos mais sombrios por detrás da afabilidade de Tom Ripley.

A adaptação televisiva ficou a cargo de Steven Zaillian, realizador premiado com um Óscar pelo filme Schindler’s List, que tem nas mãos a criação do argumento e a realização da primeira temporada da série. Prevê-se que a produção de Ripley comece no final do ano, em Itália, tendo estreia prevista para 2022, na Showtime.

“Dakota Fanning é a escolha perfeita para interpretar a complicada Marge, ao lado do Tom Ripley de Andrew Scott”, referiu Amy Israel, vice-presidente de ficção da Showtime, citada pelo The Hollywood Reporter. “Ela é uma atriz que adiciona inteligência e vulnerabilidade a todas as personagens que interpreta. Mal podemos esperar para a ver mergulhar neste papel.”

Este é segunda papel que Dakota Fanning assegura numa produção da Showtime, depois de ser a escolhida para dar vida a Susan Ford, a filha do ex-presidente dos EUA Gerald Ford e da ex-primeira-dama Betty Ford, na série The First Lady.