A série Law & Order: Special Victims Unit anda à procura de atores na Broadway. O episódio da próxima semana conta com a atriz Eva Noblezada – nomeada para um Tony pela sua prestação como Kim no musical Miss Saigon -, atualmente a desempenhar o papel de Eurydice na peça Hadestown, em cena no Walter Kerr Theatre, e com o ator Alex Brightman, protagonista do musical Beetlejuice, em cena até 10 de março de 2020 no Winter Garden Theatre, tendo sido interrompida devido à pandemia. Por sua vez, Brightman também já viu o seu trabalho em musicais ser distinguido com duas nomeações para os prémios Tony, ambas na categoria de Melhor Ator em Musical.

Foi o próprio showrunner da série, Warren Leight, a anunciar via Twitter que este era apenas o início no que toca à contratação de talento, declarando a sua vontade de dar emprego “a todos os atores da Broadway enquanto nós e eles esperam para que as cortinas se levantem novamente”. Também numa entrevista, Leight garantiu que “o objetivo é dar trabalho a tantos atores de teatro quanto possível”, monstrando-se determinado em avançar com a decisão que contribui para o bem desta comunidade de artistas.

De resto, esta oferta parece surgir na altura mais oportuna, uma vez que a agência governamental National Endowment for the Arts lançou números relativos a estatísticas de desemprego que atingem uma média de 52% para atores, sem fazer distinções entre profissionais da Broadway, cinema ou televisão. De notar ainda que, no cômputo geral, há uma média de 8,5 % de trabalhadores sem emprego na indústria das artes.

O franchise Law & Order da NBC, com base em Nova Iorque, há muito que é conhecido como uma fonte de emprego estável para os performers dos teatros da cidade – é raro o ator de palco cujos créditos Playbill não incluam pelo menos uma das séries – mas a pandemia incentivou a equipa de Leight a aumentar os esforços para a temporada 22, a decorrer.

A lista de atores de teatro escolhidos para desempenhar papéis nesta temporada é longa e inclui nomes como Adriane Lenox (Doubt: A Parable, After Midnight), Elizabeth Marvel (King Lear, Picnic) ou Betsy Aidem (Steel Magnolias). Até Raúl Esparza (The Path), nomeado por quatro vezes para Tonys, e mais conhecido para o grande público por ter interpretado a personagem de Rafael Barba durante seis temporadas na série Law & Order: SVU, vai regressar temporariamente para repor o seu papel num episódio intitulado Sightless in a Savage Land.

Em declarações, Leight admitiu ainda que os papéis atribuídos a atores da Broadway variam em termos de duração, desde participações de um dia até prestações mais substanciais, mas têm um impacto importante e prático para os envolvidos, garantindo os mínimos de um dia de trabalho, exigidos para ter acesso ao seguro de saúde Actors Equity-Broadway League.

Igualmente, o casting de novos membros para o elenco dos episódios oferece um benefício logístico significativo para a série: selecionar profissionais de Nova Iorque é uma opção mais pragmática e eficiente durante os tempos de COVID-19, quando a perspetiva de voos de longa distância de Hollywood e os protocolos de quarentena implicados podem complicar o recurso a atores residentes em Los Angeles – “muitos desses atores não estão dispostos a entrar num avião e a ficar de quarentena neste momento”. 

A paralisação da Broadway também permite que a série de televisão contorne as exigências de encaixe de horários habituais, dado que as filmagens têm de estar coordenadas com os oito espetáculos semanais de atores que têm peças em cena. Contudo, as vantagens para a produção da série não ficam por aqui: tendo vivenciado o ritmo das atuações em palco, profissionais como Brightman ou Noblezada são convidados do elenco que se “posicionam nas suas marcas e conseguem fazer cenas vezes sem conta”, rapidamente. Face às precauções de segurança necessárias nos sets de rodagem – que incentivam ao mínimo contacto pessoal ou a normas de testagem, por exemplo – a produção, segundo Leight “não tem tempo para atores que precisam de encontrar [a personagem]”.

Como seria de esperar, o tweet do showrunner – numa espécie de mandado de busca – recebeu uma rápida resposta por parte dos atores dos palcos nova-iorquinos: Jennifer Mudge, cujos créditos incluem Into The Woods, Rocky e The Philanthropist, manifestou-se pela mesma rede social, com a mensagem “Warren, sinto que agora chegou a altura de te dizer que apenas a SUV está em falta para completar o trifecta Law & Order“, citando apenas um dos múltiplos exemplos que demonstram o feedback ao apelo lançado.