Ozark completa o seu elenco da 4.ª e última temporada com duas adições e duas promoções a regulares.

Trata-se de Alfonso Herrera (The Exorcist) e Adam Rothenberg (The Serpent) que serão regulares nesta temporada, juntando-se a Felix Solis (Ten Days in the Valley) e a Damian Young (House of Cards) que, por sua vez, foram promovidos a regulares, tento sido recorrentes na temporada anterior.

Criada por Bill Dubuque e Mark Williams, o emocionante drama da Netflix segue a viagem da família Byrde da sua vida nos subúrbios de Chicago à sua perigosa organização criminal nos Ozarks, Missouri. Esta série explora os temas de capitalismo, dinâmica familiar e sobrevivência através dos olhos de cidadãos americanos (in)comuns.

Herrera interpretará Javi Elizonndro, um membro da família Navarro que vai alternando entre ser um tenente obediente e conspirar para dominar o cartel do seu tio.

Rothenberg fará o papel de Mel Sattem, um polícia que caiu em “desgraça” e agora trabalha como investigador privado. Sattem gosta da perseguição e não descansa até desvendar a verdade.

Solis continuará no papel de Omar Navarro e Young no de Jim Rettelsdorf.

Como foi anunciado anteriormente, a quarta temporada será divida em duas partes de sete episódios cada e está estipulado que a sua produção comece este ano. Chris Mundy voltará como showrunner, argumentista e produtor executivo. Também como produtores executivos estarão Jason Bateman (também protagonista de Ozark), Mark Williams, John Shiban, Patrick Markey e Bill Dubuque. Laura Linney (protagonista da série ao lado de Bateman) será co-produtora executiva.

Desde a sua estreia em 2017, a série conta com 32 nomeações para os prémios Emmy, sendo que venceu três dessas nomeações: Bateman levou uma vez o prémio de Melhor Realização em Série de Drama e Julia Garner (Dirty John) ganhou duas vezes o prémio de Melhor Atriz Secundária em Série de Drama. A temporada mais recente teve 18 nomeações para os Emmy. Para além disso, também reúne duas nomeações para os Golden Globes e seis nomeações dos prémios SAG pelas performances de Batemen, Garner e Linney.