Há atores cujo passado anterior à representação todos sabemos estar ligado ao desporto, mas há muitos outros que também se dedicaram à prática desportiva, quer a nível escolar ou profissional, e que poderão surpreender-vos. Vamos conhecer um pouco da carreira desportiva de dez atores, em diversas modalidades, que estamos habituados a ver nas séries.

chuck norrisChuck Norris: O protagonista de Walker, Texas Ranger tem um longo historial ligado às artes marciais, que começou a estudar nos anos 50, na Coreia do Sul, altura em que estava ao serviço da Força Aérea Americana. Já de volta aos Estados Unidos, foi instrutor de karaté e, durante dez anos, participou em torneios, sendo um antigo campeão do mundo na categoria de peso-médio, cinturão do qual foi detentor durante seis anos, tendo derrotado várias lendas. Norris é cinturão negro em judo, jiu-jitsu brasileiro e tang soo do, uma arte marcial coreana baseada no karaté. Adicionalmente, foi o primeiro ocidental a obter no taekwondo o 8.º grau de cinturão negro no Grandmaster.

Untitled-1Dwayne Johnson: Conhecido por muitos como The Rock, o ator de Ballers dedicou parte da sua vida a dois desportos muito diferentes. Durante a juventude, prometia dar cartas no futebol americano e recebeu ofertas de várias universidades, mas acabou por se decidir pela de Miami – que tem um dos melhores programas do país -, com a qual viria a ganhar o campeonato nacional no ano de 1991. A intenção de Johnson passava por uma carreira profissional enquanto jogador de futebol americano e chegou a alcançar a lista de 1995 da NFL (National Football League, a liga profissional de futebol americano dos Estados Unidos) com a escolha de jogadores universitários. No entanto, acabou por ser retirado dessa lista e quando terminou os estudos em criminologia e psicologia assinou contrato com os Calgary Stampeders, uma equipa canadiana da Primeira Liga de Futebol Americano, onde viria a jogar como linebacker. Só que também aqui teria pouca sorte e foi afastado da equipa na primeira temporada. Foi pouco depois que começou a treinar para se tornar lutador de wrestling profissional. Aliás, o wrestling era uma tradição familiar, já que tanto o pai, Rocky Johnson, como o avó materno, Peter Maivia, de Dwayne foram lutadores profissionais. Johnson alcançou a fama no mundo do wrestling e gozou de grande popularidade na WWF entre os anos de 1996 e 2004. Ganhou inúmeros títulos, alguns deles quando a WWF já tinha passado a ser WWE, e tornou-se um dos mais populares lutadores de sempre.

jason leeJason Lee: O protagonista de My Name Is Earl, nascido em 1970, foi um skateboarder profissional entre finais dos anos 80 e inícios da década de 90. Lee teve um papel fundamental na modalidade durante este período e ficou conhecido tanto pelo seu estilo como pelos seus 360 flips. Aproximadamente na altura em que começou a dedicar-se à representação, Jason fundou, juntamente com o amigo, Chris “Dune” Pastras, também ele skateboarder, a Stereo Sound Agency, dedicada ao mundo do skate e aos seus praticantes.

mark harmonMark Harmon: O veterano ator de NCIS recebeu várias ofertas de universidades para programas de futebol americano e acabou por escolher a UCLA, em vez da de Oklahoma. Em 1972 e 1973, jogou como quarterback principal nos Bruins, a equipa da universidade, e no seu último ano recebeu um prémio atribuído por uma organização sem fins lucrativos, a National Football Foundation, que desde o final dos anos 40 se dedica a promover e a desenvolver o futebol americano, bem como a excelência académica. Durante este período, os Bruins conseguiram vários feitos, como derrotar os Huskers, uma equipa que não perdia há mais de 30 jogos.

rick foxRick Fox: O ator que dá vida a Darius Nash em Greenleaf nasceu em Toronto, no Canadá, mas foi nos Estados Unidos que fez carreira como basquetebolista. Filho de Dianne Gerace, uma atleta olímpica do salto em altura e do pentatlo, Rick também ingressou no mundo do desporto, jogando basquetebol, como extremo, desde o ensino secundário. Os seus anos de liceu foram divididos entre Nassau, nas Bahamas, a terra natal do pai, e Warsaw, uma cidade do estado americano de Indiana. Apesar de ter sido impedido de jogar no seu último ano de secundário porque já tinha completado oito semestres de escolaridade, ingressou na Universidade da Carolina do Norte, na qual levou a sua equipa à final four da NCAA (Associação Atlética Universitária Nacional). A sua carreira profissional no basquetebol começou quando foi escolhido para integrar a equipa dos Boston Celtics, da NBA, em 1991. Ele foi o primeiro novato a estrear-se no jogo de abertura desde Larry Bird, há mais de dez anos atrás. Dos Celtics passou para os Los Angeles Lakers. Foi três vezes campeão da NBA e representou por duas vezes, uma em 1990 e outra em 1994, a equipa canadiana no Campeonato do Mundo de Basquetebol.

terry crewsTerry Crews: Parte do percurso escolar do ator de Brooklyn Nine-Nine foi dedicado às artes, mas Crews obteve uma bolsa para jogar futebol americano na Western Michigan University, enquanto defensive end (ponta defensivo) dos WMU Broncos. Já enquanto profissional, foi jogador de várias equipas da NFL: os Los Angeles Rams, os San Diego Chargers e os Washington Redskins. Adicionalmente, fez ainda parte da equipa dos Rhein Fire, uma equipa alemã que é parte integrante da NFL Europe, antiga World League of American Football (Liga Mundial de Futebol Americano). A NFL Europe surgiu em 1991 e durou até 2007, tendo como objetivo tornar o desporto popular no continente europeu. Crews abandonou a carreira no mundo do desporto em 1997 e mudou-se para Los Angeles para tentar a sua sorte no mundo da representação.

thomas q. jonesThomas Q. Jones: Bem, prometo que é com Jones, que pudemos ver na série Luke Cage, que vou parar de apresentar jogadores de futebol americano, mas realmente é o desporto-rei nos Estados Unidos e a modalidade a que mais elementos das nossas séries parecem ter-se dedicado. Ainda no liceu, no estado da Virginia, Thomas levou a sua equipa a vencer o campeonato estatal, nos anos de 1994 e 1995. Hoje, mais de vinte anos depois, continua a ser o detentor de um recorde que então estabeleceu no secundário. O percurso universitário no futebol americano fê-lo na Universidade da Virginia e daí rumou para a NFL. Começou a sua carreira profissional como running back nos Arizona Cardinals; depois passou para os Tampa Bay Buccaneers, na Flórida; daí passou a jogar nos Chicago Bears, tendo-se depois mudado para os New York Jets e, finalmente, para os Kansas City Chiefs. Jones jogou entre 2000 e 2011 e completou 180 jogos. Na altura em que se reformou, era o 25.º jogador a conseguir a marca das 10.000 rushing yards, que aqueles que estão familiarizados saberão o que significa. O meu conhecimento acerca de futebol americano tem mais a ver com Friday Night Lights do que com o desporto em si, portanto não sou, de todo, a pessoa certa para explicar o que é, mas significa um marco para a carreira de Jones.

tony danzaTony Danza: Se têm quarenta anos, ou se simplesmente gostam de ver a RTP Memória, o mais provável é conhecerem Danza de Who’s the Boss? (Chefe, Mas Pouco), mas mais recentemente pudemos ver o ator na série The Good Cop, da Netflix. Ao que parece, quando era adolescente, Tony gostava de se meter em sarilhos e o wrestling terá sido uma das poucas coisas a conseguir afastá-lo de problemas. Revelou jeito para a modalidade e conseguiu uma bolsa para a Universidade de Dubuque, no Iowa. Terá sido nessa altura que começou a praticar boxe, não a nível universitário, mas nas ruas, só pelo gozo de o fazer. Depois de terminar os estudos, voltou a Long Island e após algum tempo a fazer diversos trabalhos, decidiu virar-se para as competições amadoras de boxe. O seu começo na modalidade, em 1975, revelou-se promissor, sendo que Tony ganhou os cinco primeiros combates por K.O.. Depois treinou sob a alçada de Chickie Ferrara no Gleason’s Gym e no ano seguinte tornou-se profissional. Era conhecido por nomes como Tony “Dangerous” Danza” ou “Tough” Tony Danza. No entanto, no final dos anos 70, Danza começou a sua carreira como ator, tendo sido descoberto, precisamente, por um produtor no local onde treinava.

uzo adubaUzo Aduba: A atriz de Orange Is the New Black nunca foi atleta profissional, mas no seu percurso escolar dedicou-se ao desporto, mais concretamente ao atletismo. Em 2002, altura em que frequentava a Universidade de Boston – para a qual entrou, aliás, com uma bolsa de atletismo -, ganhou um prémio, o Aldo “Buff” Donelli Leadership Award, que é atribuído a alunos finalistas que se destaquem não apenas numa modalidade específica, mas que também tenham demonstrado competências de liderança para além do desporto. Uzo revelou-se especialmente dotada nas modalidades de 55, 100 e 200 metros de corrida e mantém-se como uma das mais rápidas corredoras da sua universidade, com uma marca de 7.07 segundos nos 55 metros, sendo que o recorde se situa nos 7.03. Acabada a universidade, Uzo continua a gostar de correr, tendo participado em maratonas nos anos mais recentes.

vinnie jonesVinnie Jones: O ator britânico, que pudemos ver em Galavant e, mais recentemente, em Deception e alguns episódios de Arrow, foi jogador profissional do nosso desporto-rei, o futebol, na posição de meio-campo. A sua carreira iniciou-se em 1984, quando Vinnie tinha apenas 19 anos, no Wealdstone F.C., uma equipa da 5.ª divisão do campeonato inglês. Jogou uma temporada no clube sueco IFK Holmsund e em 1986 passou a ser jogador profissional a tempo inteiro no Wimbledon F.C.. Foi com essa equipa, então conhecida como Crazy Gang, que ganhou a Copa da Inglaterra em 1988. Saltou para o Leeds no ano seguinte, depois para o Sheffield United, o Chelsea e voltou ao Wimbledon por mais seis anos, tendo terminado a carreira nos Queens Park Rangers. Pelo meio, jogou e foi capitão da Seleção Galesa de Futebol, para a qual se qualificou graças a um avô originário do País de Gales. Numa carreira de 15 anos, Jones participou em 184 jogos da Premier League e ficou conhecido pelo seu estilo agressivo dentro do campo.

Diana Sampaio