Mais uma vez, sejam bem-vindos à nossa nova rubrica: Reviews às Cegas. Para os novos por aqui, o desafio a que nos propomos nesta nova rubrica é simples: Ver o episódio mais recente de uma série que nunca vimos antes e sobre a qual pouco ou nada sabemos e relatar as nossas descobertas/reações ao longo do episódio.

Desta vez trazemo-vos The Fosters: Episódio 02×19 ‘Justify The Means’. Aviso já que nunca vi isto e sou pouco fã deste tipo de séries. Vamos ver no que dá?

Ora portanto, passemos primeiro pelo ‘Previously, on The Fosters’ (isto é quase batota tendo em conta que é suposto eu não saber nada da série mas…) Aparentemente dois moçoilos deram um beijinho e um deles está muito chateado. Oh, o drama gay!

tf1

E alguém estava grávido e perdeu uma criança. Mas agora aparentemente vai adoptar a criança de alguém. Despediram um zé da esquina qualquer também – isto deve ser importante. Woah! Espera lá que a criança anda a saltar de família em família e afinal já vai ser adoptada por outro zé!

Subornos! Drama! Tragédia. (Aviso já que não vou saber o nome de ninguém portanto vai ser um desafio para vocês também saber do que falo…)

Primeiro dilema do dia: alguém está na prisão e uma criança mentiu a um juiz. Boa decisão criança, boa decisão! Ah espera afinal não é prisão. Afinal é uma adoção qualquer! Espera lá que aparentemente isto é uma série sobre uma criança a ser adotada. Nossa no que me vim meter!

tf2

GENÉRICO.

Adoro a música do genérico. Também cheguei aqui sem perceber quem são os Fosters. Desconfio que vou passar o episódio sem perceber mas não faz mal. A não ser que seja a família adotiva.

Temos uma data de crianças todas a lavar os dentes. Espera lá. Estas crianças são todas adotadas? Ui e há uma bebé a caminho! Ui as Fosters são moças? Mães adotivas? Fancy. Fofinhas as senhoras! Hehe.

ESPERA LÁ! A Senhora lésbica está de olhos num homem?! Que tem uma moçoila?! Ui o escândalo, o horror! O homem é giro, though.

Escola. Crianças na escola. Aparentemente um deles está prestes a fazr uma audição.

Ah possa! Afinal a outra não estava de olho nele porque o achava engraçado! Esqueçam lá a tragédia. Afinal é o pai adoptivo da outra que está num processo de adoção manhoso. Mas será que o senhor não percebeu q a miúda não quer ir viver com ele?! Até eu já percebi e só comecei há 10 minutos!

tf3

Ai ai ai que estas malucas querem-me emancipar a criança! Rapto?! Raptaram a gaiata?! Callie, já percebi que o nome da gaiata é Callie! Ai espera, o nome The Fosters é porque elas são mães adoptivas compulsivas? Ou o apelido delas é mesmo Fosters?! Esta gente confunde-me.

tf4

E temos o miúdo que estava para fazer uma audição a tocar piano. Estes miúdos andam numa escola de música? Também quero.

Conversa super emocional sobre o suborno. Afinal não há escândalo nenhum e a senhora que levou o dinheiro está super arrependida – já deu para perceber que não estou a perceber nada disto certo?

tf5

Audições para cheerleading! Tão classicamente americano, que enjoo. Aparentemente a Callie não tem lá muito jeito para cheerleading. Mas aparentemente uma delas gostou muito. Ou então tem outras ideias. Porque claro que deve ter outra na manga. Claro. Tão óbvio.

tf6

ESPERA LÁ! Que agora é que vem o dilema! ENTÃO O MENINO QUE DEU UMA BEIJOCA AO OUTRO TEM NAMORADA?! Esta gente e o armário!! Sai dessa amigo! Sai dessa! Claro que tinha que ser por causa dos pais. Claro. Claro que é sempre bom ter uma pseudo-namorada. Sigh. O estereótipo irrita-me. Agora teve piada, hehe. As crianças bem querem estudar mas não podem que está tudo ocupado. Hehe. Claro que isto só teve piada se virem. Eu acho piada às cenas mais estranhas.

Ai que o outro que anda com a pseudo-namorada está cheio de ideias de ir com a outra criança para a maluqueira. Oh pa! Admite lá que és gay e pronto! Já chega!

Voltemos à emancipação! As mães adotivas estão a confrontar a Callie com a ideia da emancipação. Vamos deixar a criança pensar nisso enquanto jantamos com uma presidente da escola? É capaz. Ou presidente de alguma coisa. Ui tensão no jantar à pala de um homem qualquer que é professor. Ui não estou a perceber nada. Outra vez.

tf7

Entretanto o moço do piano recusa-se a ir em tournée (ainda não tinha percebido até agora que ele era suposto ir) e as tontas das irmãs adotivas estão a ensaiar coreografias. Parece que a Callie realmente não tem jeitinho nenhum para isso. Oh well.

Desertámos as crianças e é hora das mães adotivas confraternizarem com a presidente. Ui e o professor fantástico afinal foi o dador de uma delas para um dos filhos! Ui constrangimento por causa de mais uma adoção! Ui. Mais escândalo. Mas esta gente é mesmo compulsiva com a adoção oh-meu-deus!

Afinal o outro tonto não vai em tournée porque prefere ir para a audição de uma escola qualquer. Bom eu no lugar dele também ía para a escola! Por isso, bom para ti amigo. Bom para ti.

Claro que as mães adotivas discutem agora por causa da outra. Ciumes, ciúmes. Estava a espera de mais mas aparentemente elas são muito calmas. 30 minutos no episódio e continuo completamente aborrecida.

Gosto da banda sonora. A banda sonora é gira e não me aborrece! Ponto a favor.

Ah. Afinal o nome do professor dador é Timothy. Claro. Só cheguei lá agora.

Ai ai ai que uma das mães tontas está a convidar a outra para o almoço. Ai que vai dar molho! Será que vai?! Tragédia já!

Pronto afinal as crianças decidiram ser honestas e a Callie disse à outra que realmente não queria fazer cheerleading e o outro disse à outra que não ía à tournée porque queria tocar música clássica em Idlywingg-ything-y.tf8

Afinal já não vão adotar bebé nenhuma. Isto porque não querem a criança da mãe que é apesar de ser irmã de uma delas – oh pá isto é uma confusão, eu desisto de tentar perceber. Vou só continuar a escrever coisas sem sentido, tá?

Ui que afinal uma delas vai conhecer a avó?! Mariana. Mariana é o nome dela.

Bom, lá foram as crianças gays sair…. para enfeitar uma casa com rolos de papel higiénico. Vá lá americanos, não conseguem fazer melhor?!

tf9

AI ESPERA LÁ!! A OUTRA DESCOBRIU QUE O TIPO GIRO QUE É PAI DA CALLIE TEM UMA NAMORADA! AI ESPERA LÁ! AI QUE A OUTRA O SUBORNOU PARA FICAR COM A CALLIE. AI AI AI. Agora é que se chatearam a sério!

tf10

Ai que as crianças  se vão embebedar todas tontas. Mas isto por acaso é idade para as crianças beberem?! Claro que eles bebem whiskey como se fosse água! AI MÃE QUE O PAI DA MIUDA DESCOBRIU E LEVOU UMA ARMA. AI MÃE QUE ELE MATOU ALGUM DOS PUTOS! AI AI AI!

tf11

Portanto 40 minutos banais para 5 minutos super interessantes no final. Então e afinal quem é que morreu?! Bom, gostei muito da experiência mas cheira-me que tão cedo não volto a ver a série. Espero que quem veja e goste não fique muito chateado com a minha fraca review às cegas: Admito que não percebi mesmo nada e isto tudo confundiu-me e é estranhamente estranho ver uma série sobre mães adotivas compulsivas.

Joana Henriques Pereira.