Se há um género que já foi espremido ao máximo no mundo das séries esse género é o das séries policiais. Não que esteja a queixar-me, eu gosto! Como são tantas e também já vi tantas, decidi escolher as minhas dez preferidas. A única condição que impus a mim própria é que tinham de ser mesmo séries típicas de polícia, ficando de fora as de espionagem.

 

10# Without a Trace

Durante toda a minha infância fui vendo séries, mas ainda não me tinha tornado uma grande fã. Na adolescência, a meio do liceu, voltei a render-me às séries e Without a Trace foi uma das impulsionadoras da altura. Como cada episódio tinha uma história diferente, se perdesse algum não havia problema, dava sempre para continuar a acompanhar e durante algumas temporadas foi o que fiz. No entanto, depois os casos começaram a entediar-me, dava por mim a distrair-me do episódio e acabei por deixar de ver.

withoutatrace-5

9# Bones

Durante uns aninhos, esta fez parte das minhas séries preferidas. Brennan era hilariante com a sua maneira de ser tão formatada para a ciência, a dificuldade dela em lidar com as pessoas e com coisas completamente normais. Claro, gostava também muito daquela dinâmica dela com o Booth e gostava dos outros personagens, de Cam e Hodgins em especial. O facto de haver muitos estagiários e irem trocando também dava algum dinamismo à série, porque cada um tinha a sua personalidade. Mas Bones dura e dura e dura e começou-me a cansar. Não via a série pelos casos, mas sim pelos personagens, por Brennan, e depois que ela e Booth se tornaram um casal, as coisas ficaram um bocado aborrecidas. Passa-se uma série de temporadas à espera que um casal se forme e quando finalmente a coisa se dá, ficamos aborrecidos. A série também perdeu a capacidade de arranjar histórias de crime que me agarrassem ao ecrã, portanto… I’m out!

Bones-S9-cast

 8 8# Castle

Castle é uma série com piada. O protagonista é engraçado, Beckett também, a dinâmica dos dois idem aspas. Esposito e Ryan também têm uma relação bastante engraçada, quer entre os dois, quer com Castle também. Temos ainda Martha, sempre teatral. Juntem a isto uma série de casos curiosos e temos os ingredientes para uma série policial com algum sucesso. Sem esquecer que há episódios daqueles que me colam completamente ao ecrã, como o final da terceira temporada. Tão bom! Mesmo que já sejam um casal, Castle e Beckett continuam a ter piada.

Castle

 –

7# Rizzoli & Isles

Começo a achar que há mesmo muitas séries de crime na minha vida! Esta é outra que eu sempre acompanhei mais pelos personagens, do que pela parte criminal. A Maura e a Jane são um dos pares de melhores amigas mais engraçado que anda por aí! E a Angela, adoro a mãe da Jane e o quanto ela consegue ser intrometida, mas adorável. Aliás, gosto de todos nesta série, os personagens são fáceis de gostar. Às vezes os casos deixam muito a desejar, aborrecem-me, mas paciência, não se pode ter tudo. Além disso, o melhor de Rizzoli & Isles são mesmo os livros em que a série se inspirou.

RizzoliIsles1

6# Cold Case

Esta sim, é uma série que eu vejo simplesmente pelos ótimos casos que todos os episódios nos trazem. Tem a capacidade de me prender a cada episódio, de me prender até ao fim para perceber o que aconteceu. Adoro especialmente a parte de haver sempre um paralelo sobre o que aconteceu no passado e aquilo aonde a investigação nos leva no presente. Ver as personagens em jovens e agora mais velhas. Resulta sempre muito bem e somos ainda transportados muitas vezes para acontecimentos importantes da História. A aliar-se a tudo isto, a série tem uma banda sonora muito boa.

Cold-case-cast-photo-2

5# Engrenages

Descobri esta série por acaso, mas ainda bem que a descobri, porque estaria a perder uma grande grande coisa. De origem francesa, Engrenages (conhecida no mundo anglo-saxónico como Spiral) acabou esta semana de transmitir a 5.ª temporada na RTP2 sob o nome Um Crime, Um Castigo e vem provar que aqui na Europa também se fazem excelentes séries. Apesar de ser uma série de polícia, vemos muito para além da investigação policial. Acompanhamos também o trabalho que é feito pelos advogados, pelos juízes e mais uma série de personagens sempre ligados aos casos de alguma forma. É uma série imperdível!

2015-01-11.Spiral5.1

4# Chicago PD

Sophia Bush. Foi esta a razão para ter começado a ver Chicago PD. Como grande fã de One Tree Hill, não pude resistir, tinha de ver a “Brooke” de arma em punho, mais crescida. É claro que não encontrei Brooke Davis, mas sim a detetive Erin Lindsay. No entanto, a série tem mais do que Bush. Tem bons casos, uma boa equipa (aparte o insuportável do Voight) e aquela Pratt, sempre mal-disposta, é o riso total. Gosto ainda de ver os polícias mais jovens que saíram da Academia há pouco tempo, a esforçarem-se por mostrar o seu valor e que têm o que é preciso para ir mais longe na carreira.

8bcb622d7827b9d2f436d20320b6

3# Criminal Minds

Chegamos agora ao meu top 3. Foi muito simples escolher as séries que estariam nos três primeiros lugares, mas decidir qual delas ficaria em cada um dos lugares do pódio já não foi tarefa fácil. O pior dos lugares de destaque acabou por ficar então para Criminal Minds e porquê? Eu adoro a série, gosto muito da Prentiss, da Garcia e da relação dela com o Morgan e sinto-me fascinada pela inteligência do Reid. A série tem excelentes casos, histórias originais, convidados especiais que reconheço de muitos outros trabalhos, mas… Traz-nos o pior do ser humano, dá-nos um certo acesso à sua mente, aos seus comportamentos e motivos, através do seu perfil. Mais do que qualquer outra série que eu já vi, esta mostra-nos o lado mais negro, os maiores psicopatas e sociopatas que pode haver. Não que devamos viver num mundo em que tudo é um conto de fadas, mas relembra-nos que o mal pode estar ao virar de qualquer esquina, à espreita.

Criminal-Minds-Cast-Images

 –

2# Law & Order: SVU

Mais um grande policial, mais uma série que vale pelas histórias de crimes, pelas investigações. O objetivo de todas as séries deste género devia ser agarrar o espectador ao ecrã pelo crime, pelo criminoso, pelo seu motivo. Esse devia ser o primeiro objetivo, só depois devíamos querer saber dos personagens e nesta série estou tão desligada dos personagens que mal sei os seus nomes. No entanto, L&O: SVU traz-nos o que de melhor se faz neste género.

law-and-order-special-victims-unit-cast

 –

1# Blue Bloods

Agora sim, a minha preferida! Esta série tem uma mistura que muito me agrada de resolução de crimes (com a polícia, logicamente), mas vemos também a atuação da acusação (com o Ministério Público, onde Erin trabalha). Depois podemos ver também um pouco da forma como se ‘gere’ a polícia, a resolução de questões internas… Claro está, há sempre casos interessantes também. E temos o Danny, que é o meu personagem preferido, um detetive duro, mas de bom coração. Aliado a tudo isto, temos uma família constituída por várias gerações (inclusive de polícias) que se junta à volta da mesa e discute sempre questões importantes. Os Reagan podem ter apelido de presidente americano, mas são uma fantástica família de origem irlandesa.

37944f7bfcbd24460339fbbc2c05

Este foi o meu top dez. Quais seriam as vossas escolhas?

Diana Sampaio.