02x10 - The Lord´s Prayer

02×10 – The Lord´s Prayer

Haveria melhor forma de terminar uma temporada do que com aquilo que vimos? Não acredito. Todo o episódio foi construído de uma forma brilhante deixando-nos tão enganados como o Rei Horik.

Horik tinha um grande plano na sua cabeça, mas antes de contar a Floki o que planeava ele queria saber se realmente podia ou não confiar no construtor de barcos. Para tal Floki tinha de matar alguém importante. Quem acabou por ser o sacrificado foi o Torstein e isso levou-nos a pensar que Rollo iria ter o mesmo destino, algo que não se confirmou.

Aqui tudo parecia estar esclarecido e Floki tinha mesmo passado para o lado do inimigo. Os próximos alvos a abater seriam os filhos de Ragnar, estando a Siggy encarregue de matar os mais pequenos. Já Bjorn seria muito mais difícil de matar mas por isso mesmo a tarefa havia sido incumbida ao Floki.

Por falar no Bjorn, ele continua a tentar conquistar Porunn, mas comete um pequeno erro ao falar de outras mulheres em frente da sua amada. Para se desculpar ele aceita combater com ela e no final ambos acabam nos braços um do outro. E aqui parecia ser a oportunidade perfeita para Floki por fim à vida do filho de Ragnar.

Com a chegada do restante exército de Horik tudo estava preparado para por em marcha o seu plano de acabar com a linhagem Lothbrok. Quando ele chega ao grande salão é surpreendido por um dos homens de Lagertha, fazendo-se passar por Ragnaar. Aqui tudo fica esclarecido e percebe que afinal Ragnar conseguiu ser mais manipulador e melhor estratega do que ele. Todos aqueles que Horik pensou ter conseguido virar contra o Earl afinal faziam parte de um plano ainda maior e eram completamente fiéis a Ragnar.

Percebendo que a sua vida iria terminar ali, Horik ainda tenta recorrer ao lado mais humano do seu opositor a fim de tentar salvar a vida do seu filho herdeiro. Muitos fãs da série pediam mais uma execução “Águia de sangue”, desta vez para Horik. Contudo a sua morte foi um descarregar de toda a fúria de Ragnar sobre ele. Com a família Horik fora de cena Ragnar consegue subir ao posto mais alto da hierarquia e tornar-se no Rei Ragnar.

Agora que chegamos ao fim da temporada posso dizer que este foi bem melhor que a temporada de estreia da série, com narrativas melhor construídas e desenvolvidas. Veremos para o próximo ano que mais aventuras nos guardam os Vikings.

Nota: 9/10

Carlos Oliveira