Pivoting – 01×01 – If She Could See Us Now
| 10 Jan, 2022

[Pode conter spoilers]

Acho que não estava tão empolgada com a estreia de uma série desde Firefly Lane, mas tinha a perfeita noção de que o episódio piloto de Pivoting podia ser um verdadeiro fail. Quer dizer, é um hábito enraizado na televisão americana que os pilots de mais de metade das séries são absolutamente terríveis. Não tivemos um primeiro episódio de arromba, mas posso dizer que gostei e que fiquei com vontade de ver mais.

No centro da trama temos Amy (Eliza Coupe), Jodie (Ginnifer Goodwin) e Sarah (Maggie Q), três mulheres que tomam uma série de decisões que mudam as suas vidas depois da morte de outra amiga, Colleen. A amizade entre as personagens e a boa química das atrizes é precisamente o ponto forte deste episódio, que também não se sai nada mal em termos cómicos.

Sempre adorei histórias sobre melhores amigas e era este o principal motivo para querer ver a série. Nesse aspeto, fiquei bastante satisfeita, até porque as histórias principais também têm todas bastante potencial: Amy, que não tem muito jeito para os filhos e que se esquiva o mais possível a passar tempo com eles, vai tentar tornar-se uma boa mãe; Jodie, casada com um idiota, quer voltar à boa forma e tem uma paixoneta pelo personal trainer, com quem parece que vai ter um caso; Sarah está cansada de lidar com a morte e as longas do seu trabalho como médica e portanto despede-se e torna-se empregada de um supermercado. Estou bastante interessada em ver estes desenvolvimentos, principalmente no que diz respeito a Sarah, que não deverá demorar muito tempo a aperceber-se que lidar com clientes tem muito que se lhe diga e que o seu salário não será grande coisa.

O episódio teve, como já referi, alguns momentos engraçados, aproveitando-se das características das suas personagens e das suas próprias histórias para fazer humor, em vez de recorrer àquelas piadas fáceis e parvas. Espero que os personagens secundários não tenham muito tempo de ecrã, mas a verdade é que também sinto curiosidade em conhecer o marido de Jodie e a ex de Sarah. Só não quero é que a série perca o foco. Também seria giro termos direito a alguns flashbacks de quando Colleen ainda era viva e que nos levassem a navegar pelo passado destas mulheres. Acho que, à medida que for conhecendo melhor estas personagens, irei desfrutar ainda mais das suas histórias. Venha o próximo episódio!

Diana Sampaio

Publicidade

Populares

All of us are dead

calendário estreias

the midnight club poster

Recomendamos