Classificação

7
Interpretação
6
Argumento
6
Realização
5
Banda Sonora

[Não contém spoilers]

Isto, claro, se não contares como spoiler que Maradona se torna um dos melhores jogadores de futebol de sempre, mas se ainda não sabias disso provavelmente também não vais ver Maradona: Sueño Bendito, série desportiva que acompanha a carreira do atleta, desde o tempo em que não tinha dinheiro para o bilhete de autocarro, até ao momento em que teve uma overdose já depois de ser um dos melhores futebolistas de sempre.

O episódio vai saltando entre a altura em que Maradona era uma criança desconhecida, depois um ídolo argentino com muita promessa, até ao momento posterior ao término da sua carreira, intercalando com imagens reais de jogos. Esta troca de linhas temporais foi algo de que não gostei, pois acaba por trazer uma realidade confusa de forma desnecessária, diminuindo o interesse pela narrativa. Pessoalmente, estava mais interessado na narrativa dele enquanto criança, mas que ia sendo cortada por transições. As imagens dos jogos, apesar da fraca qualidade por serem antigas, trouxeram algum realismo e interesse ao episódio.

A nível da realização e produção nota-se que o budget não é o maior de sempre, mas fazem um trabalho aceitável a recriar o ambiente em que Maradona cresceu. O foco está claramente nele e ainda pouco conhecemos dos restantes intervenientes, como a sua família, Cláudia e o seu amigo/agente Jorge, que ainda é o único que ficamos a conhecer um pouco melhor. Um lado que gostaria que fosse mais explorado era o de como é que um jovem lida com toda a atenção dos media quando ainda está num processo de crescimento e quando não tem uma estrutura de um clube sólido por detrás, a aconselhá-lo.

Ao que me parece a série vai focar-se na carreira de Maradona em traços gerais e na sua vida pessoal, assim como também nalguns traços políticos da Argentina, como já se viu pelo regime militar.

Em suma, não foi uma má experiência, mas não teve o impacto que outras séries desportivas tiveram em mim, como Sunderland ‘Til I DieFormula 1: Drive to Survive. Obviamente, Maradona foi um ícone e se calhar o melhor jogador de sempre, mas não apreciei muito a forma como a série foi feita e, em princípio, não irei continuar a ver.

E tu, o que achaste?

Raul Araújo