Classificação

9
Interpretação
8
Argumento
8.5
Realização
8
Banda Sonora

[Livre de spoilers]

Beartown é uma minissérie sueca, baseada no livro homónimo do escritor Fredrik Backman, que chega ao serviço de streaming HBO no dia 18 de outubro, com um total de cinco episódios. A série teve a estreia antecipada do primeiro episódio a partir de uma transmissão em direto do Facebook da HBO Nordic.

Confesso que já estou há algum tempo para ler o livro, que é bastante aclamado, pelo que a adaptação tem vindo a criar muitas expectativas para os leitores e fãs da obra. A série aborda um famoso jogador da liga sueca de hóquei no gelo que regressa a uma pequena cidade no norte do país. Nessa mesma cidade decide treinar a equipa de hóquei local, que está a precisar de uma (grande) ajuda para vencer os jogos. A pressão colocada na equipa termina num ato violento, que vai colocar a cidade outrora calma, numa cidade virada do avesso.

Esta premissa fez-me logo lembrar a série Friday Night Lights, que ainda é uma das minhas séries favoritas. As duas apresentam características em comum, como o facto de abordarem equipas de desporto que movem a cidade inteira e a característica de cidade pequena, em que toda a gente se conhece e tem um passado em comum.

Gostei muito do estilo da série, tem uma ótima fotografia, com paisagens de gelo e neve até dizer chega, que contrastam muito bem com cenas no interior de casa, com tons acolhedores.

A história e as personagens parecem ter bastante potencial, pois só neste episódio, já abordaram temas como a pressão familiar e as novas amizades de adolescentes. Mas, pelo que sabemos da sinopse, este é o episódio mais leve, já que a série é na verdade um thriller dramático, em que tudo vai culminar num ato violento, que deixará a cidade em alvoroço. Muitas acusações vão ser feitas e neste ambiente de cidade pequena, aposto que os rumores se vão espalhar depressa e muitas relações se vão partir.

Este primeiro episódio não revelou muito, funcionou mais como uma breve contextualização das personagens e do seu passado. Foi, no entanto, o suficiente para me prender ao ecrã durante todos os minutos. Como disse, acho que a série tem muito potencial, tanto a nível da história como da representação dos atores, e eu estou muito curiosa para ver mais. Além disso, como o escritor ainda está a escrever livros relacionados com Beartown, há sempre a possibilidade para mais temporadas!

E vocês, estão curiosos para ver?

Ana Oliveira