Classificação

7.5
Interpretação
7
Argumento
8
Realização

[Não contém spoilers]

O catálogo da Netflix foi reforçado, no passado dia 21 de agosto, por Hoops, uma série de animação para adultos criada por Ben Hoffman e protagonizada por Jake Johnson. Esta acompanha Ben Hopkins, o treinador de basquetebol da escola secundária de Lenwood, no Kentucky, que faz de tudo para tentar dar a volta à sua vida fracassada. Em The Pilot, o primeiro episódio de Hoops, acompanhamos uma série de peripécias advindas da tentativa, por parte do treinador, de convencer o rapaz mais alto da escola a juntar-se à equipa. Dessa forma, Ben acredita que a sua equipa começará a vencer os jogos e, assim, ele começará a ter sucesso.

Séries de animação, apesar de me fascinarem, não são algo que eu vejo regularmente. Vi uns quantos episódios soltos de Rick and Morty e de Big Mouth, e apesar de ter gostado bastante de ambos, acabo sempre por deixar, involuntariamente, a visualização da série na totalidade para segundo plano. Com o intuito de mudar um pouco isso, e uma vez que era protagonizada por Jake Johnson (New Girl), decidi aventurar-me no primeiro episódio de Hoops.

E ainda bem que o fiz, pois acabei por gostar bem mais do que estava à espera. Não estava com grandes expectativas em relação à série, dado que a premissa não é das mais interessantes, mas acabei por me surpreender pela positiva. É verdade que poderá haver séries de animações melhores, e nem de perto nem de longe chega aos calcanhares das já referidas séries Rick and Morty e Big Mouth, mas para o propósito definido considero que serve perfeitamente.

Para já, o único ponto negativo que apresento é a quantidade desnecessária de asneiras, pois muitas vezes a utilização do mesmo pareceu-me forçado de mais. Em alguns momentos encaixava-se bem, noutros não havia mesmo necessidade (ou pelo menos a meu ver) de usar esse tipo de linguagem. Acredito que fosse com a intenção de proporcionar momentos cómicos, mas não teve o resultado esperado (pelo menos eu não achei).

Fora isso, consegui achar piada a uma ou outra situação e gostei bastante da animação em si. Para além disso fiquei bastante curiosa relativamente a como é que a restante história se vai desenrolar. A que mais peripécias é que o treinador se vai sujeitar para conseguir ter sucesso? E será que vai efetivamente conseguir ou a vida dele nunca vai sair da cepa torta? Posto isto, acho que ficou percetível que tenciono ver os restantes nove episódios (vamos ver é se não acontece como com as outras séries de animação e acabe por ficar também para segundo plano).

Para vocês que estão e/ou ficaram interessados em dar uma oportunidade a esta série de animação tenho-vos a dizer que acho que fazem bem em fazê-lo. O primeiro episódio também só tem aproximadamente vinte e cinco minutos, pelo que não acho que perdem grande coisa em vê-lo, mesmo que acabem depois por não gostar. Além disso, aconselho a não irem com grandes expectativas e/ou a tentarem abstrair a vossa mente da comparação com outras séries do género. Sei que é inevitável e contra mim mesma falo, mas considero que dessa forma acabarão por aproveitar muito mais o episódio.

Cármen Silva