Classificação

8.5
Interpretação
9
Argumento
7.5
Realização
7.5
Banda Sonora

[Pode conter spoilers]

Dérapages (Recursos Desumanos) é uma minissérie de drama/thriller com seis episódios de 52 min (em média) de duração e com realização de Ziad Doueiri. É uma série que se envolve em várias questões sociais tais como o desemprego numa idade avançada, as desigualdades entre ricos e pobres e a ganância corporativa, sendo protagonizada por Éric Cantona, ex-jogador de futebol, e contando também com Suzanne Clément, Alex Lutz e Gustave Kervern, entre outros, no elenco.

Nesta história podemos ver a vida de Alain Delambre, um gerente de recursos humanos desgastado e humilhado por seis anos de desemprego que apenas foram amenizados por pequenos biscates que ia conseguindo arranjar, mas que estavam muito aquém do salário necessário para poder viver desafogadamente. No meio de tantas desgraças, eis que surge uma carta com uma proposta de trabalho vinda de uma empresa de prestígio. Será esta uma oportunidade de se reerguer ou será que o pior ainda está para vir? A resposta a esta pergunta fica no ar neste primeiro episódio bastante intrigante.

Passou claramente a imagem de que o Alain de Cantona está zangado e deprimido. Sente-se como se tivesse sido “atirado para o lixo” muito antes do que estaria pronto. O aumento da sua raiva ao longo do episódio é também bem visível, algo normal visto as injustiças que se sucedem na sua vida. É fácil simpatizar com ele, ao mesmo tempo que nos colocamos no seu lugar e pensamos no que faríamos nas várias situações com que se depara.

A oportunidade de ser útil, capaz e competente mais uma vez é inebriante e, portanto, embora ele supostamente esteja a aceitar um trabalho duvidoso numa empresa duvidosa pela sua família, há um forte senso de ele estar a fazer isso apenas para satisfazer o seu próprio ego. Posso dizer que consegui identificar alguns traços de Breaking Bad nesta nova aposta da Netflix. Isto porque existe uma dinâmica familiar um tanto semelhante e o carácter de Delambre também se assemelha ao de Walter – um homem ordinário, mas que está desesperado – e, tal como ele, também vai, provavelmente, fazer algumas coisas bastante sombrias. Pelo menos é o que espero!

Com boas atuações, foi um forte primeiro episódio no qual Dérapages perde pouco tempo, indo direto ao cerne da ação, apresentando-nos os personagens e preparando o cenário para o que promete ser um thriller com muita tensão e agradável de seguir (se se mantiver a este nível, os seis episódios vão passar a voar). A série oferece uma caracterização decente e uma premissa deveras interessante, vagamente baseada numa história verdadeira e adaptada do romance Cadres Noirs, de Pierre Lemaitre. Para terminar, confesso que foi uma agradável surpresa (claro que há aspetos menos positivos, tal como cenas não tão bem filmadas, mas não sinto necessidade de vos falar sobre eles, pois a história meteu esse aspetos a um canto).

Filipe Tavares