Grey’s Anatomy – 14×13 – You Really Got A Hold On Me
| 04 Mar, 2018

[Contém spoilers]

Após uma curtíssima pausa, Grey’s Anatomy regressa com You Really Got A Hold On Me, o qual dá continuação à segunda metade da sua 14.ª temporada. Dessa forma, e de modo a seguir também a narrativa do episódio que o precede, You Really Got A Hold On Me continua, em alguns casos, a acompanhar os projetos dos nossos médicos para o concurso de inovação cirúrgica do Grey Sloan.

No entanto, esse não é o único foco deste episódio, que tem também como objetivo começar a apresentar os espectadores de Grey’s às personagens que irão protagonizar o seu spin-off, Station 19. Para tal, este episódio traz Ben Warren de volta aos corredores do Grey Sloan Memorial, acompanhado por Andy Herrera (Jaina Lee Ortiz), uma das protagonistas desta nova série.

Após prestarem auxílio a dois rapazes lesionados no decorrer de um incêndio doméstico, Andy e Ben transportam ambos para o hospital. Apesar de Tyler, o jovem que Ben acompanha, se encontrar estável (pelo menos no momento em que chega ao hospital), o mesmo não pode ser dito sobre o seu irmão, Zach, cuja vida está literalmente nas mãos de Andy.

A força da explosão que deu origem ao incêndio levou à rutura da aorta abdominal de Zach, o que por sua vez levaria a que o rapaz se esvaísse em sangue, se não fosse por Andy. A bombeira tem a sua mão dentro do abdómen de Zach, de forma a pressionar a aorta como uma espécie de torniquete. A impossibilidade de remover a mão de Andy sem causar perigo a Zach leva a que ambos sejam transportados para a sala de operações, onde Meredith e April, com a ajuda de Andy, conseguem estancar de vez a hemorragia.

De volta a Ben, este demonstra ter alguma dificuldade em separar o seu novo trabalho do antigo – o que, por um lado, é completamente compreensível, mas, por outro, por vezes pareceu-me demasiado forçado no decorrer deste episódio. Por mais do que uma vez, Ben tenta fazer coisas que já não lhe competem, como auxiliar Owen enquanto este trata de Tyler ou esgueirar-se com Andy para o observatório durante a cirurgia de Zach. Apesar de se tratarem de ações inofensivas, acaba por ser repreendido por Richard. Após uma conversa com Miranda, que regressou ao trabalho após as suas “férias”, Ben finalmente acaba por perceber que fez a sua escolha e que o seu lugar já não é no Grey Sloan Memorial.

De volta aos nossos médicos, apesar de não ter entrado no concurso, Amelia não se dá por vencida e conta com a ajuda de reforços para desenvolver uma cura para Kimmie (Nayah Damasen). Devo dizer que, apesar de não surpreendida, partilhei a frustração de Alex ao saber que essa ajuda vem de Tom (Greg Germann) que, apesar de ser facilmente um dos médicos mais arrogantes que já passaram por Grey’s, acaba por ajudar a dar o primeiro passo em direção a uma solução. Ainda assim, nem tudo são boas notícias e a expressão de Amelia no final do episódio leva-me a pensar que Kimmie poderá não sobreviver o tempo suficiente para poder ser curada.

Numa nota mais positiva, parece que Meredith e Jo estão cada vez mais perto de conseguirem o polímero de que tanto precisam para seguirem em frente com o seu projeto, uma vez que Andy conseguiu convencer o médico espanhol que é dono da patente a encontrar-se com Meredith. Veremos é se as nossas médicas conseguem resolver esta situação sem que April descubra.

Falando de April, não posso dar esta review por terminada sem antes exprimir o meu desagrado em relação à nova atitude da Dr.ª Kepner. Ultimamente, April tem-se tornado numa personagem desagradável e irresponsável, o que me leva a questionar se o tempo da mesma na série estará a chegar a um fim… O desenvolvimento positivo para esta personagem, em You Really Got A Hold On Me, é o facto de Jackson e Arizona finalmente perceberem que algo de muito errado se passa. Espero que os dois consigam dar a volta a April, antes que seja tarde demais.

Na minha opinião, este episódio de Grey’s foi um dos mais fracos desta temporada. Com a exceção de algumas cenas, não houve nada realmente cativante ou relevante para a narrativa geral. Surpreendentemente, um dos meus aspetos preferidos deste episódio foi Andy, que acabou por ser uma personagem bastante cativante que despertou a minha curiosidade para com Station 19, série que não fazia tenções de ver.

O que acharam deste novo episódio de Grey’s Anatomy? Estão a pensar em dar uma oportunidade a Station 19?

Inês Salvado

Publicidade

Populares

a league of their own

Recomendamos