Grey’s Anatomy – 12×04 – Old Time Rock and Roll
| 17 Out, 2015

Contém spoilers!

Pois é, Maggie dormiu com um interno. “Quem é que faz isso?”, pergunta ela a Meredith. Hum, toda a gente naquele hospital! Derek com Meredith, Burke com Cristina, Callie com George, Addison com Alex, Alex com Jo… A bem da verdade, Maggie só está a manter a tradição do hospital. Tudo isto deu umas quantas cenas engraçadas, com as três ‘irmãs’ a discutirem o assunto no carro, enquanto o Alex tentava ignorar a sua conversa de miúdas. E diga-se que De Luca não é (pelo menos não parece) um interno parvinho, parece-me até bastante maduro. Tal como já disse na semana passada, acho-o interessante e gosto da postura dele. Mas vamo-nos já deixar de tretas. Quando Maggie lhe disse que o sexo não ia voltar a acontecer, nem ela nem ninguém acreditou nisso. Literalmente, quatro ou cinco segundos depois, eles já se estavam a preparar para o fazer novamente.

Enquanto uns se divertem, outros queixam-se da sua vida amorosa. Agora é que April e Arizona fazem um ‘parzinho’ engraçado, já que estão as duas sozinhas. Até me admira que April não tenha andado a perseguir Jackson neste episódio! Só se fala no jantar que vai haver em casa de Meredith e Arizona não sabe se deve ir, porque Callie vai lá estar e é possível que leve a namorada, que se chama Penny (e eu já só conseguia lembrar-me da Kaley Cuoco!) e portanto… Dilemas de gente separada que só me divertiram!

Esta semana temos dois casos médicos: o de uma jovem que foi operada ao cérebro e o de um grupo de velhotes (silver flood). No primeiro, tivemos Amelia, claro, e Stephanie a trabalharem juntas e a terem uma divergência em relação ao tratamento que estava a ser aplicado à paciente. Tratamento com o qual eu, no lugar de Stephanie, provavelmente também não concordaria. Até me estava a sentir desconfortável ao ver aquilo. No entanto, era óbvio que se tratava de uma questão pessoal para Steph e, em breve, descobrimos o que tinha acontecido. Só que a burra da Jo (desculpem lá partir para o insulto, mas o que ela fez foi uma verdadeira sacanice) foi dizer a Amelia que Stephanie estava a mentir e Amelia caiu na conversa. Resultado: depois de Webber ter esclarecido que a história era verdade, Amelia tinha um pedido de desculpas a fazer. Realmente, depois de toda a lealdade de Stephanie, esta merecia bem mais crédito do que o que lhe foi dado, mas o que importa é que a verdade foi reconhecida. E assim deve estar acabada a amizade entre as duas residentes. A sério, Jo nunca mais se vai embora daquele hospital?

No segundo caso médico, tivemos um casal muito amoroso e divertido de velhotes (cerca de 90 anos), que se tinham conhecido há cinco anos num cruzeiro. O velhote e Arizona partilharam uns momentos, comeram gelatina e o senhor demonstrou-lhe que é possível encontrar o amor em qualquer altura. Depois de o descobrir morto, Arizona foi refugiar-se para chorar, apareceu April e acabou por fazer girar tudo à volta dela, tal como a amiga fez notar e muito bem!

Os internos receberam ordens de Owen para praticarem dar más notícias aos familiares de pacientes, como prática para o futuro, depois de um interno não se ter saído muito bem ao fazê-lo. Em defesa do rapaz, não acho que ele tivesse estado mal, teve apenas azar que o homem tenha reagido de forma um bocado violenta. No entanto, Meredith achou que Owen não lhes estava a ensinar a coisa da melhor maneira e deu o seu cunho pessoal de viúva para lhes mostrar como deveriam fazer. Sem lamechices, mas de forma direta e atenciosa.

Por fim, alguns dos médicos começaram a juntar-se em casa de Meredith para o jantar e eis quando chega Callie com a nova namorada! Uma ruiva (tal como eu andava a torcer para que fosse, não me perguntem porquê) e uma cara já nossa conhecida. Acontece que Penny é a médica que quase salvou (se a tivessem deixado) Derek. Confesso que disto é que eu não estava nada, mas nada, à espera. Foi um desenvolvimento interessante, mas Meredith nem vai querer olhar para a cara dela! Bem, Callie conseguiu arranjar uma namorada fora daquele hospital, mas mais uma vez confirma-se que o pessoal daquele hospital só tem relações com outros médicos! Não estou a imaginar para Callie a vida muito facilitada com Penny, que deverá tornar-se o novo ódio de estimação, tanto dos fãs como dos médicos.

Esta temporada continua a conjugar bastante bem os momentos cómicos e leves (as três ‘irmãs’ têm sido as principais responsáveis por isso) com casos médicos envolventes, tudo aliado a músicas conhecidas, mas com um toque diferente. Muito do que se tem passado está a fazer-me relembrar os melhores tempos de Grey’s Anatomy. É muito importante que na 12.ª temporada a série ainda mostre que preserva muita da sua essência. Escusado será dizer que, até aqui, estou muito satisfeita!

 

Diana Sampaio.

Se ainda não conhecem os nossos parceiros de Grey’s Anatomy (Portugal), espreitem aqui. 

Publicidade

Populares

ramy

calendário estreias

the resident poster

Recomendamos