Classificação

8.8
Interpretação
6.9
Argumento
7
Realização
8.5
Banda Sonora

Contém SPOILERS!

Bem-vindos a mais uma review da série mexicana Los Muertos Andantes! Sim, boa parte do episódio foi falado na língua de nuestros hermanos, algo que, a determinado ponto, me começou a irritar solenemente. Tivemos um episódio morno, que demorou a aquecer, que acabou de forma abrupta e condicionará o resto da temporada. Podemos dar por certo aquilo que venho escrevendo há algum tempo relativamente a alguns personagens.

Cris… o bipolar Cris. É certo que o rapaz atravessou um conjunto de situações traumatizantes e a morte começa a exercer um fascínio sobre ele. Ser apanhado de faca em punho no quarto de Alicia (por quem tem uma relativa atração amoroso-erótica) e Madison acaba por despoletar um problema existencial no rapaz. Foge e Travis, ignorando as advertências da esposa, vai atrás dele descalço. Wow! Para alguém que vem sendo apresentado como tendo uma inteligência acima da média, acabou por ser uma péssima decisão, por muito que adore o filho, ou apenas se sinta culpado por o ter abandonado, calçar uns sapatos teria sido a decisão acertada.  Enfim, acaba por descobri-lo numa situação delicada e decide afastar-se, juntamente com ele, até que Cris recupere a lucidez.

Nick começa a preocupar-me. Sente-se demasiado invencível. Ainda na temporada passada andava a roubar medicação a idosos e já é um herói pleno nesta temporada. Julgo que converteu a sua adição em besuntar-se em entranhas de walkers. Nojento, simplesmente nojento! Acaba por recuperar o zombie Luis, para agradar Celia e fazer com que ela retroceda na sua decisão de expulsar o grupo deste santuário. Situação estranha ver o zombie de Luis aparecer do nada. Situação muito mal explicada. Em suma, Strand acaba por ser a única vítima votada ao ostracismo.

Madison volta a revelar que tudo fará para salvar a sua pele e a dos seus. Engana Celia e tranca-a junto dos zombies. Embora não tenhamos visto a situação, não é preciso ser um génio para entender o que aconteceu a esta pseudo-vilã. Nem a chegámos a conhecer decentemente.

Daniel acaba prisioneiro de Celia até que se converta à aceitação dos zombies. Não sei se por loucura, ou efeito de drogas, Daniel começa a falar com a sua falecida esposa e o certo é que acaba por tramar os auxiliares de Celia, liberta-se e incendeia a divisão onde estão os zombies prisioneiros, provocando a destruição do lugar ideal para sobreviver a um apocalipse zombie.

Em suma: a casa de Tom é destruída pelo fogo de noite, atraindo os zombies da região. Além disso, o grupo acaba disperso: Travis e Cris seguem o seu caminho; Nick revolta-se pela destruição e segue o seu caminho junto dos walkers; Strand, Ofelia, Madison e Alicia fogem… quem sabe a caminho do Abigail para regressarem ao mar. Sendo assim, a situação acaba caótica, prometendo apimentar um pouco a temporada que, de si, vai bastante morna.

Questões em análise:

  • Nick vai perdoar a mãe? Vai arranjar maneira de reencontrar o grupo?
  • Que se passa com Cris? Travis vai conseguir curar a sua patologia e reencontrar Madison e o grupo?
  • Daniel morreu mesmo?
  • O grupo vai regressar ao mar? O Abigail ainda estará à sua espera?

Rui André Pereira