The Shannara Chronicles – 02×01 – Druid
| 16 Out, 2017

[Contém spoilers]

Darkness Rises

The Shannara Chronicles, a série controversa que muitos adoraram pela sua originalidade, por proporcionar experimentar um mundo de fantasia medieval passado num tempo futuro e por nos levar numa aventura ao género de The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring; enquanto que outros odiaram pela sua superficialidade, problemas na representação e a sensação de ser uma cópia falhada de outras fantasias, está de volta!

E é preciso anotar algumas mudanças no seu regresso. Primeiro, houve uma mudança de estação televisiva da MTV para a Spike. Apesar de esta pertencer na mesma à MTV Networks, a audiência a que é dirigida é ligeiramente diferente, focando-se em jovens adultos. O que é que isto quer dizer? Que é provável que a série deixe de parecer tanto um teen-friendly Game of Thrones. Outra novidade que poderá agradar aos fãs da saga é que, com a bênção de Terry Brooks (o escritor da série de 26 livros em que se baseia a série), os produtores Miles Millar e Al Gough vão expandir este universo aprofundando a história de Wil Ohmsford (Austin Butler) e Eretria (Ivana Baquero) cuja história nos livros termina com o segundo livro. Sendo assim, enquanto na 1.ª temporada tivemos a adaptação do segundo livro, esta 2.ª temporada terá toda material original.

Já foi há um ano e meio que tivemos o primeiro season finale, de maneira que é normal se já não se lembrarem muito bem do que aconteceu. E um dos pontos negativos da mudança “de casa” da série é que a publicidade para esta nova temporada ou passou despercebida ou foi inexistente. Na 1.ª temporada tivemos três jovens heróis que o destino juntou e que partiram numa missão para salvar o mundo do ressurgir dos demónios. Para deter o Dagda Mor, a princesa Amberle teve que se sacrificar e fundir-se à árvore Ellcrys, deixando Wil com o coração partido, mas determinado a regressar para salvar Eretria, que tinha sido aparentemente capturada por Trolls.

Este primeiro episódio passa-se um ano após a guerra dos elfos contra os demónios e apesar de a guerra ter sido ganha sentem-se agora as suas ramificações. Allanon (Manu Bennett) persegue Bandon (Marcus Vanco) que, após a possessão pelo Dagda Mor, cresce a cada dia em poder e maldade, sendo o seu plano agora ressuscitar o Warlock Lord – o grande vilão que Allanon e o pai de Wil derrotam no primeiro livro da saga. O rei Ander Elessedil concentra os seus esforços em unir o seu reino, mas o retorno da magia parece ter trazido o medo e a discriminação que levou à criação do grupo extremista Crimson, liderado pelo ex-general Riga, que quer erradicar todos aqueles que conseguem usar magia, mostrando ser uma ameaça tão grave como o Warlock Lord.

Já Wil, após falhar em encontrar Eretria, decide estudar medicina com os gnomos, mas continua a ser assombrado pela perda de Amberle. Quando os Crimson vêm à sua procura, é graças à misteriosa Mareth que ambos conseguem fugir. E Eretria tem direito, finalmente, a um pouco de paz e estabilidade, que rapidamente está prestes a mudar quando ela descobre que Wil afinal foi à sua procura e após ter uma visão com Amberle.

“Druid“ mostra-nos assim uma The Shannara Chronicles mais madura, que consegue manter o mesmo tom na fantasia, foca-se menos no drama teenager e no romance (embora continue a existir), capitalizando mais nas cenas de ação e aventura. Não tendo sido perfeita, a 1.ª temporada demonstrou muito potencial e, com alguns tropeções, conseguiu entregar-nos 10 episódios cativantes. Mantendo Ivana Baquero e Manu Bennett, que eram dois dos pontos positivos da série, apesar de ainda sermos introduzidos a personagens que mais parecem ter saído da passerelle e não de uma escola de representação (como é o caso de Vanessa Morgan), temos, a equilibrar, a personagem de Malese Jow (Mareth) que nos deixa imediatamente curiosos para saber mais sobre ela. A qualidade dos efeitos especiais, da maquilhagem e caracterização, que já era boa, mantém-se e o enredo só tem de ter o cuidado para não ser repetitivo, porque há muito a oferecer nas Four Lands.

Por isso, se têm dúvidas se devem ver esta temporada ou não, a resposta é sim! Na próxima semana há mais e pela promo de “Wraith”não faltará ação com Wil e Mareth a juntarem-se a Allanon e Ander numa visita a um reino vizinho.

Emanuel Candeias

Publicidade

Populares

calendário estreias

Recomendamos