Blindspot – 01×15 – Older Cutthroat Canyon
| 31 Mar, 2016

Publicidade

Continuando no seguimento dos episódios anteriores, Older Cutthroat Canyon trabalhou melhor o balanceamento das suas narrativas com o mistério da identidade de Jane. Com o caso rapidamente resolvido, o episódio passa boa parte do tempo focando-se na interação entre Jane e Oscar, assim como o desenvolvimento da narrativa da vida de Taylor Shaw. No geral, o episódio revela alguns detalhes pelos quais temos esperado.

Older Cutthroat Canyon começa com o mistério de uma tela roubada de uma galeria em Chelsea. Essa peça de arte pertence ao notório Zomo, um artista anónimo, e corresponde a uma das mais notórias tatuagens no corpo de Jane, uma rosa queimada. E claro, Zomo é apenas um suporte no enredo do episódio para catapultar o verdadeiro ladrão e orquestrador de todo o plano, Cade, um desertor da equipa original de Taylor. Mais à frente descobrimos que o principal objetivo de Cade é matar Jane, para se vingar de Oscar.

Quando a equipa do FBI se encontra a investigar a galeria, uma bomba explode e Kurt acaba no hospital por ferimentos causados por estilhaços. Jane percebe então que a única maneira de lidar com Cade, o desertor, é abandonar o FBI e juntar-se a Oscar. Devido a esta união, conseguimos ter uma melhor noção do passado de Taylor. Uma das revelações foi que Cade (de volta ao terceiro episódio) matou Beardo, também este membro da equipa original de Taylor, quando se tentou revelar a Jane na safehouse. Também começamos a ter uma melhor visão sobre a vida passada de Jane e a sua antiga equipa, visão essa que não envolve mortes ou lutas, mas simplesmente momentos de diversão.

Enquanto isso, o antagonista da semana, Cade, cresce à medida que o episódio avança. Além de ser responsável por Weller ir parar ao hospital (que o abandona, sem olhar a consequências, após ficar a saber que o alvo é Jane), Cade mata ainda mais um membro da equipa original de Taylor e que estava a trabalhar com Oscar. Perto do final, Cade prende a equipa do FBI numa divisão do navio onde este se escondia e envia uma mensagem para o intermediário de Oscar. Após se livrar de Oscar, Jane vai ao encontro dos seus colegas para os salvar. Depois de uma sequência de tiros, socos e pontapés, Cade cai ao mar, empurrado por Oscar, após levar um tiro no estômago. Mas Cade tem sete vidas e não está morto. Iremos novamente ter um episódio focado neste antagonista e quiçá mais detalhes sobre o passado de Taylor.

O melhor de tudo neste episódio foi, pela primeira vez, termos mais destaque para a personagem Oscar, desde o que faz ele, aos recursos que tem à sua disponibilidade, à sua missão. No fundo, à sua personalidade. Porque até agora apenas víamos Oscar como alguém frio, distante, com imensos segredos e nunca tínhamos a certeza de qual a sua missão/função, de que lado estava, afinal de contas. Mas uma coisa é certa, Oscar parece ter dado tudo e continua a dar para garantir a sobrevivência de Jane, para garantir que nada de mal lhe acontece. E o amor que este nutre por Jane/Taylor é completamente transparente. Foi muito bom ver Oscar em parceria com Jane, ambos em sintonia e sem segredos, com o intuito de acabar com Cade. No entanto, ainda não foi desta vez que percebemos para que organização Oscar trabalha ou responde.

Voltando ao início do episódio, Jane que ainda está reticente em ser uma espia a trabalhar contra o FBI, colocou uma escuta no carro usado pela equipa no terreno a pedido de Oscar. No entanto, ficamos sem saber se tal escuta foi só para o caso da semana ou se terá repercussões nos episódios que virão pela frente.

Outro aspeto a realçar é a investigação à morte de Carter. O episódio anterior acabou com Reade a ser ‘naucateado’ por alguém encapuçado. Este episódio deu-lhe continuação, com Reade a ser chantageado: ou abandona a investigação sobre a noite da morte de Carter ou a irmã de Kurt, Sarah e o seu filho vão ser as próximas vítimas. O desfecho dessa ameaça veio no final do episódio, com Reade a terminar o namoro com Sarah. Se por um lado Reade está com medo que outros venham a sofrer por sua causa, por outro apenas confirmou que este estava no caminho certo para desvendar o que aconteceu naquela noite. Mas mais importante, quem é o homem que ameaçou Reade? Será Oscar ou alguém da tal organização a quem este responde?

À semelhança do que vem a acontecer nos últimos episódios, as ações de Jane têm repercussões. Mayfair fica furiosa por Jane agir sozinha e diz-lhe que se isso acontecer novamente, ela está fora do FBI. Ao mesmo tempo que aumenta as suspeitas em relação a Jane, Weller, que parecia começar a distanciar-se dela, deu um passo atrás neste episódio. Igualmente confrontou Jane por esta agir sozinha e mostrou o seu desagrado por poder vir a perdê-la outra vez.

O que fez deste episódio especialmente interessante foi o teste de lealdade a que Jane foi sujeita, dando seguimento aos anteriores. E creio que irá ficar mais difícil daqui para a frente. Mais cedo ou mais tarde, vai ter que decidir se deve dizer a Kurt sobre Oscar ou se jura lealdade a Oscar e vira as costas ao FBI. Older Cutthroat Canyon abriu a porta para Jane colocar a sua confiança em Oscar e aumentar ainda mais suspeitas de Reade e Mayfair em relação a ela.

Fernando Augusto

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

mayfair witches estreia

Recomendamos