The Divide – 01×07 – I Can’t Go Back
| 23 Ago, 2014
01×07 – I Can't Go Back

01×07 – I Can’t Go Back

A conclusão da primeira temporada de The Divide está cada vez mais próxima, e a tensão aumenta entre Christine, Terry, Eric, Stanley e Adam!

O início do episódio envolve Christine voltando do hospital, onde visitou Clark, encontrando Terry no bar Maxine’s. Christine conta a Terry o estado do caso, incluindo o seu pedido de ajuda a Adam. Eu acho que é a primeira vez que eu jevo a Christine tão desconsolada e genuinamente sentindo que não pode ajudar Terry, visto que no princípio da série, ela era muito persistente e trabalhadora! Mais tarde no episódio, com a ajuda de café e motivação volta ao trabalho e agora está determinada em ir atrás de Eric Zale a partir do pai, Stanley.

Enquanto Christine lida com o ataque ao Clark, Adam debate entre ajudar ou não a Innocence Initiative, e Billy vai pedir ajuda a Isaiah a denunciar Eric Zale, mas Isaiah, com o motivo de salvar a sua família, especialmente o filho, responde que se ele for atrás de Eric, Stanley irá destruir a vida da família Page, pois, como foi dito na review do episódio anterior, Stanley financiou a maioria da campanha de Adam. Cheira-me que no season finale Isaiah irá arrepender-se e ajudar Adam. Ou talvez pessoas realmente não mudam, quem sabe? Adam também tenta falar com o pai, e Isaiah até demonstra alguns sinais de que irá ajudá-lo, mas ainda tem medo que Stanley irá arrastá-los com ele quando for condenado. Mais tarde, Billy pergunta à procuradora-geral se irá receber protecção se testemunhar contra os Zale, pois está disposta a ajudar a denunciar Stanley. Achei essa investigação secundária um bocado desnecessária, mas como não gosto de Stanley, ele merece ir à prisão!

Terry visita o pai no trabalho e pede perdão por tudo o que fez, e pelo que vai fazer no futuro, e avisa-o que a partir daquele momento, ele provavelmente não voltará a casa. O pai reage com toda a calma, e nem questiona que asneira irá o filho fazer, o que não me surpreende, visto que os dois não se entendem. Terry procura então fazer com que Eric confesse para ele o assassínio, e para isso arrisca a própria liberdade e viola as regras impostas pela pulseira eletrónica.

Danny continua a investigar o caso do pai de Christine, e segue uma pista (um martelo comprado por Victor), e pede a chave da sua garagem em Maxine. Nesta cena, Maxine diz que quase foram noivos e que Victor estava tão empenhado em casar com ela que fez ele próprio os anéis. Quando visita Victor na prisão, ele diz-lhe que está disposto a ajudar. Victor simplesmente responde que Danny só quer ajudar porque quer satisfazer Christine, e por isso, nunca vai conseguir, pois nunca irá conseguir libertar Victor.

Christine recebe uma chamada e descobre que Terry ultrapassou o raio permitido pela pulseira. Gosto do facto de que Terry é tão dedicado na busca da sua inocência quanto a organização que o ajuda, apesar de lhe ser recomendado a não interferir na investigação. Por consequência, visita Eric com o plano de embebedá-lo e arrancar a verdade dele. O plano até corre bem, mas Eric diz (com muito desfaçatez!) que irá negar tudo o que disse em frente de um juiz, e que o pai tem poder suficiente para mandá-lo de volta para a prisão.

Em conclusão, Terry é preso, mas antes dá à Chrstine um copo contendo saliva (DNA) de Eric. Quando Eric descobre que o copo desapareceu, percebe o que Terry fez e passa-se! Mal posso ver ele na prisão no próximo episódio!

Gostei imenso do episódio (não tanto quanto o anterior, mas ainda assim gostei), pois deixou muito suspense no ar: será que Isaiah irá mesmo ajudar os Page? E a Jenny? Onde está? Ela era a personagem a quem mais me simpatizava. Que venha a season finale!

7.5/10

Cátia Neto

Publicidade

Populares

ramy

calendário estreias

the resident poster

Recomendamos