Classificação

8.5
Interpretação
7.9
Argumento
8.3
Realização
9
Banda Sonora

[Contém spoilers]

Será que já podemos dizer sem vergonha que a nova série da saga de Star Wars é bem, bem melhor do que os episódios VII e VIII? Por muito que goste das personagens da nova trilogia, estou um bocadinho desiludida e não muito entusiasmada para o IX. Claro que vou totalmente ver o filme ao IMAX e tal, mas mesmo assim: meh.

Ora bem, o quarto episódio da nova série que nos anda a conquistar foi realizado por Bryce Dallas Howard, filha do emblemático e premiado realizador Ron Howard, e é a sua estreia como realizadora televisiva, se não me engano. Como atriz, devem conhecê-la de Jurassic World.

Muito à semelhança do que Han Solo fez em The Empire Strikes Back, o mandalorian resolve procurar santuário (como o título do episódio indica) num planeta longe. Gosto que não estejam a mostrar planetas já antes conhecidos, como Tatooine ou Jakku, mas é mais como tábua rasa. Sabemos bem em que “universo” estamos – literal e metaforicamente -, mas Jon Favreau não se está a agarrar demasiado a filmes e séries anteriores para captar a atenção do espectador. Dá o suficiente e nós agradecemos.

Claro que o planeta andava a ser atacado por uma espécie de orcs e o mandalorian teve de fazer de salvador da pátria. No entanto, a vila, as pessoas e o próprio bebé Yoda estão a humanizar cada vez mais o nosso Mando. Ele já se apercebeu e não se parece importar muito. Mandalorian sempre, mas não um robô.

Gostei da proximidade e química entre ele e Omera. Pedro Pascal mais uma vez a mostrar que é um excelente ator! Não precisamos de ver a sua cara para sabermos as suas emoções. A voz, os movimentos,  dizem tudo. Vimos que ele próprio durante um microsegundo ponderou ficar naquele planeta pacato de agricultores com ela, vimos que lhe custou muito tomar a decisão de deixar o bebé Yoda no planeta com Omera para o proteger. Claro que isso nunca iria acontecer. O mandalorian e o bebé Yoda são atualmente a melhor dupla da televisão.

Vocês que acompanham a série já devem andar a acompanhar a loucura que é a Criança ou, como todos lhe chamamos, o bebé Yoda. Destronou o bebé Groot como o mais fofo de todo o sempre; a Disney já anda a fabricar merchandising como se não houvesse amanhã e os memes são geniais e infinitos. Eu e os meus amigos estamos constantemente a enviar memes uns aos outros no Instagram e Facebook porque não há nenhum que não seja bom!

Não sei se já o disse, mas se sim não faz mal porque é algo que merece ser repetido. O bebé Yoda foi uma jogada de mestre. Até agora sempre tivemos o Yoda original e pelo que sei nunca se falou da sua espécie nem se conhece outros semelhantes. Ainda por cima metem um bebé orelhudo verde com uns olhos enormes que derretem qualquer um. E nem sequer fala ainda!

No entanto, mais do que a sua fofura, o bebé Yoda é também muito interessante. Para além de ser bastante inteligente e traquinas, – basta ver pela forma como tocava nos botões mesmo depois de o mandalorian lhe dizer para parar – ele também se consegue teletransportar! Só isso explica como ele chegou tão depressa ao pé de mando e de Cara Dune quando andavam a tentar matar-se. E como consegue sempre acompanhar mando! Ele pode não conseguir dominar a Força ainda – de tão pequenino que é -, mas para a sua tenra idade (fogo, suponho que 50 anos seja a idade de um recém-nascido, não?) já é bastante poderoso.

Dos poucos episódios que ainda tivemos, já deu para entender que estão a investir bem nas cenas de luta. Cara Dune é interpretada por Gina Carano, uma artista de artes marciais, e o próprio Pedro Pascal tinha mostrado as suas habilidades para a luta no épico episódio de Game of Thrones em que enfrenta o Montanha. Também percebemos que a armadura de mando esconde ali muita coisa, muitos brinquedos letais e que basicamente o ajudam a sobreviver. Já para não falar da luta contra os orcs, que foi curta, intensa e muito bem imaginada.

Honestamente, pensei que ia ser um episódio de encher chouriços porque a história principal é que todos andam à procura do bebé Yoda e o mandalorian quer protegê-lo a todo o custo. No entanto, em apenas meia hora de episódio, as personagens já falam connosco, mexem connosco e temos pena de lhes dizer adeus. Pelo menos foi assim que eu me senti.

E agora para onde se vai refugiar o nosso mando e a Criança? Será que voltaremos a ver Omera e Cara? Bom, spoiler, a atriz já mostrou uma selfie no Instagram do set da 2.ª temporada.

Maria Sofia Santos