Classificação

6
Interpretação
5
Argumento
6
Realização
5
Banda Sonora

[Não contém spoilers]

The Drowning é uma minissérie britânica de quatro episódios que conta a história de uma mulher à procura do seu filho. O filho de Jodie foi raptado e, após largos anos de não se descobrir nada, Jodie está convencida que o encontrou. The Drowning conta-nos mais uma história de thriller e drama, ao conhecido estilo britânico. O veredicto é que é como um prato aquecido num mau micro-ondas, não aquece nem arrefece.

Só precisamos de cerca de 2-3 minutos para perceber que estamos perante uma produção britânica e digo isto no bom sentido! Há uma certa mística na menor qualidade de produção e nas próprias paisagens e clima, estou meio enviesado, mas gosto deste estilo. Infelizmente o resto da série não traz nada de muito positivo. Jodie, interpretada por Jill Halfpenny, é uma mulher que foi afligida pela pior coisa que pode acontecer a uma mãe. Depois de anos sem saber se o filho está vivo ou não, Jodie acredita que o encontrou e que ele está a frequentar uma instituição privada. No entanto, ninguém acredita nela. É deste ponto que parte a história e não me vou alongar sobre isto, para não contar spoilers, mas o piloto é um piloto normal. Não é espetacular, não é terrível.

Trata-se de mais uma série de desaparecimentos, não me parece que vá acrescentar nada de novo ao mundo televisivo. Se estiverem à procura de um mistério e thriller, podem passar um domingo à tarde a ver, não perdem nada, mas, numa fase em que o meu tempo é escasso, não irei continuar a ver. Gostei da interpretação, mas o enredo não puxou muito por mim. Não foi o suficiente para criar maior ligação com os personagens. Talvez se tivessem começado por mostrar um pouco da relação de Jodie com o filho… Fico só com ligeira curiosidade de saber se Jodie reconhece mesmo o filho e há uma conspiração ou se não passa de uma forma de luto. Por outro lado, sabem que não podem errar muito com as séries inglesas, sabemos que há ali um limite mínimo que sabemos que vão cumprir.

E tu, vais dar uma oportunidade a esta série britânica?

Raul Araújo