Sex&Drugs&RockAndRoll – 01×01 – Don’t Wanna Die Anonymous (Pilot)
| 28 Jul, 2015

CONTÉM SPOILERS.

Bom, mais um piloto para este verão que desde já digo que foi uma dor ultrapassá-lo. E são só vinte minutos! Denis Leary (realizador e ator) é Johnny Rock, um músico que podia ter sido o grande hit do momento mas nunca o foi por ser demasiado teimoso e idealista e com um comportamento completamente auto-destrutivo.

Ora a trama real da história toda só começa no fim deste episódio. Até lá vemos um Johnny Rock desamparado, que pensa que ainda é o rei da capoeira. É um episódio extremamente aborrecido porque começa como uma espécie de documentário e com aquilo que os americanos chamam de «name dropping», com algumas estrelas de rock conhecidas a falar, para passar para um cenário em que se mistura uma tentativa de comédia à americana com drama incluído e na realidade parece tudo uma mistura de coisas sem sentido nenhum.

A premissa de um bêbado do rock&roll é algo que já não tem a mínima piada há alguns anos. Após o estilo documentário inicial, vemos Johnny ainda a tentar agarrar-se a um passado que já não tem (a sua banda The Heathens) enquanto vemos os restantes membros agora crescidos e fora desse cenário de loucura do auge do rock&roll.

Parece que Johnny não quer desistir e a ideia é daqui para a frente (ideia essa que só vemos no fim do primeiro episódio) a banda juntar-se de novo – que ele entretanto consegue convencê-los – e ajudar a banda da filha como compositores para que ela tenha sucesso.

Suponho que para quem goste mesmo muito deste estilo seja uma perspetiva interessante mas tudo o que eu consigo ver na série é uma personagem que tenta ter aquela piada da comédia dos desgraçados mas falha redondamente. Juro que eles têm piadas lá pelo meio mas nenhuma delas me fez esboçar um sorriso que fosse! Se calhar foi erro meu, que nunca achei piada ao Denis Leary e decidi ver uma série escrita e protagonizada por ele…

Fica o meu contributo. Não aconselho a quem não for fã de Denis Leary ou pelo menos fã do estilo de comédia dele: denegridora e agressiva. Para quem for fã, vão adorar. É daquelas séries que ou se adora, ou se odeia. Eu cá, vi-me a bocejar num episódio inteiro que só se revelou minimamente interessante no final e que ainda assim não foi suficiente para me prender para os próximos.

Nota: 3/10

Joana Pereira

Publicidade

Populares

heartstopper

westworld poster

Recomendamos