Classificação

8
Interpretação
7
Argumento
8
Banda Sonora
8.5
Realização

Criado por Tim Kring (Heroes), Treadstone, da USA Network, foi comercializada como sendo baseada numa organização da série literária de Jason Bourne, escrita por Robert Ludlum. Esta organização/programa denominada Treadstone, que treina pessoas para serem super-soldados e manter o seu conhecimento tático subconscientemente enterrado, é um elemento da história de Jason Bourne, mas que surge agora separada ‘cirurgicamente’ deste.

A ação desta série começa em Berlim, em 1973, e é centrada num homem chamado John, interpretado por Jeremy Irvine, que foi aparentemente o primeiro sujeito do projeto Treadstone. Avança depois para um chocante despertar nos dias de hoje, onde são apresentadas outras personagens que também estão ligadas e esta organização.

Este piloto andou sempre a saltar de personagem para personagem, de um país para outro, alternando entre períodos de tempo. Como estamos a falar de várias personagens principais, as cenas, na maioria das vezes, não passam mais de dois ou três minutos (às vezes menos) com qualquer uma delas antes de sair da cena para atualizar-se com outra pessoa. Este tipo de ritmo, a meu ver, tornou-se cansativo quando eu esperava envolver-me no conflito de uma dada personagem.

Não foi possível neste episódio de estreia perceber bem o que estava a acontecer e principalmente o porquê de estar a acontecer (o que referi acima acrescentado a este facto tornou o episódio confuso), mas, apesar disto, o episódio de estreia é intenso, misterioso e estranhamente eletrizante, deixando-nos a pensar qual o objetivo por detrás de tudo. Será que essa informação se vai manter secreta por muito tempo? Veremos, mas para o enredo ser tão imensamente complicado é porque algo de emocionante deve estar a acontecer (ou pelo menos espero que sim).

A ação foi sólida e bem interpretada, com um ritmo rápido e furioso e uma trilha sonora a encaixar-se bem no conceito, havendo cenas de luta bem coreografadas e violentas realizadas por lutadores de aparência improvável que nos levam a ficar colados ao ecrã no desenrolar destas.

Para concluir, é uma série visualmente estimulante que parece ter sido filmada em muitos locais ao redor do mundo, deixando os espectadores com curiosidade apenas o suficiente para continuar a acompanhar mais, mesmo que seja apenas pelas lutas. Portanto, para viciados em ação e aficionados de espionagem e/ou locais, Treadstone parece preparada para agradar.

Filipe Tavares