Grey’s Anatomy – 12×11 – Unbreak My Heart
| 27 Fev, 2016

[Contém spoilers]

Esta semana temos um episódio centrado em April e Jackson, com direito a uma série de flashbacks sobre eles, individualmente e como casal, que remontam até aos seus tempos de internos no Mercy West. Escusado será dizer que as minhas expectativas eram muito poucas em relação a este episódio, mas até tive uma boa surpresa.

Quase no início, temos April e Jackson sentados, com os respetivos advogados, para assinarem os papéis do divórcio. Então a partir daí somos transportados para os tais flashbacks, começando pelos momentos mais recentes da sua relação, como a discussão em frente ao hospital no final do episódio 8 desta temporada, e recuando até há vários anos. Alguns destes momentos são território nosso conhecido, mas a maioria representa momentos da vida deles que não tínhamos visto antes.

Sobretudo, vemo-los discutir muito, nomeadamente sobre a ida de April para a Jordânia depois de terem perdido o bebé… Jackson sentiu-se abandonado, April diz que agarrar-se àquilo foi o que a permitiu sobreviver. Entendo Jackson, aliás, tenho vindo a concordar com ele, mas com esta nova perspetiva de April… Talvez ela tivesse mesmo de ir. Era uma situação impossível para os dois. Cada um deles lidou com as coisas à sua maneira e isso acabou por criar grandes divergências, mas não o que nenhum deles queria.

São muito diferentes, já todos sabíamos isso. April é católica, Jackson é ateu… Não há divórcios na família dela, na dele, os divórcios são uma constante. É claro que isto os faz ter visões diferentes das coisas, incluindo do casamento.

Voltamos ao presente, com eles de volta à mesa para assinar os papéis. O advogado diz que é um dos casos de divórcio mais simples que viu, sem filhos, sem bens para dividir… No entanto, enquanto April não quer assinar, mas o aceita, Jackson tem os olhos cheios de lágrimas. Eu sei que ama a April, que não é por ser ele a querer divorciar-se que deixa de a amar, mas é isto que ele quer, certo? Porque é bom que tenha feito isto por ser mesmo o que queria e que agora aceite essa decisão sem andar pelos cantos a arrepender-se.

Durante o episódio, acompanhamos ainda um caso médico muito importante para Jackson: Tatiana, uma mulher na casa dos 30 anos, que foi atacada com ácido. Como raio é que alguém é atacado com ácido do nada? A sério, como é possível que alguém faça uma coisa dessas? Ao fim de vários anos e muitas cirurgias, Tatiana lá recupera, o pescoço é o único sítio onde ainda se vêem cicatrizes do que lhe aconteceu, e vai casar-se, enquanto Jackson a acompanha até ao altar.

Teria sido um episódio bastante bom não fosse a revelação no final. A sério, mas não há ninguém que engravide numa altura conveniente nesta série? Que raio de timing! Este divórcio não vai ser tão simples como devia. Nada disso, infelizmente!

Considerações rápidas:

  • Aquela cena de dança foi qualquer coisa, sem dúvida o momento alto do episódio! April e Jackson, num dos flashbacks, a dançar por irem ter um bebé. Chega Arizona, junta-se a eles. Meredith, a mesma coisa. Callie e Richard também. Depois vem Alex a expressar a reação que eu teria: “Mas que raio é isto?”. A sério, ri-me tanto, teve tanta piada! Principalmente depois com Callie a falar de mais e a revelar o motivo para tanta celebração.

Diana Sampaio

Se ainda não conhecem os nossos parceiros de Grey’s Anatomy (Portugal), espreitem aqui!

Publicidade

Populares

calendário estreias

his dark materials

Recomendamos