The Walking Dead – 05×14 – Spend
| 21 Mar, 2015

150317_POD_WalkingDead_S4Ep15.jpg.CROP.promo-mediumlarge05×14 – Spend

(Contém Spoilers)

Este episódio centrou-se principalmente nas personagens que ultimamente tem estado um bocado em segundo plano. Eugene, Noah, Tara e Abraham, todos tiveram o seu momento de protagonismo (até mesmo o Padre Gabriel). Quanto ao Rick e à Carol continuam com o seu “trabalho de detectives” e chegaram a uma conclusão sombria.

Não há outra maneira de abordar isto, a expedição para abastecimento do que estava em falta em Alexandria, revelou-se desastrosa, de inicio as coisas até parecem correr bem com o Aiden com uma postura mais low-profile e a dar ouvidos ao Glenn, mas quando o Aiden estupidamente dispara para um Walker com um colete cheio de explosivos, obviamente as coisas não correm bem, e com o impacto da explosão, o Aiden fica empalado (mas ainda vivo) e a Tara gravemente ferida. O Glenn e o Nicholas tentam libertar o Aiden, mas o Nicholas desiste facilmente como cobarde que é e o Glenn sózinho não consegue, momentos antes de ser despedaçado pelos Walkers, o Aiden confessa ao Glenn que na última expedição, o grupo dos que morreram foi devido ao facto dele e do Nicholas terem entrado em pânico e não ao contrário. Uau! Estes dois revelaram-se ainda piores do que aquilo que nós pensávamos!

O Glenn, o Noah e o Nicholas tentam escapar aos Walkers, mas ficam encurralados num porta giratória, cada um num compartimento, uma situação aterradora com os Walkers colados aos vidros. Nicholas, em mais um ataque de egoísmo e de estupidez consegue escapar, mas deixa uma abertura no compartimento onde estão o Glenn e o Noah e este último é arrastado e devorado vivo perante os olhos do Glenn que nada pode fazer. Espero que haja justiça em Alexandria e que ele seja severamente punido (ou então o Rick, a Carol podem tratar do assunto).

Entretanto a Carol descobre o Sam escondido num armário à procura de bolachas (o miúdo é obcecado por bolachas), depois deste voltar com o chocolate que ela lhe disse para roubar para fazer uma fornada de bolachas, percebe em conversa que o pai do miúdo, Pete, maltrata a mãe de Sam, Jessie e talvez mesmo o próprio Sam. E aos olhos de Carol só há uma solução, o Rick tem de matar o Pete.

Para contrabalançar a cobardia do Nicholas, tivemos o Eugene a destacar-se pela positiva e a ter uma atitude corajosa, não só salvou a Tara como ainda distraiu os Walkers para o Glenn e o Nicholas escaparem. Go Eugene!

Gostei também das cenas que envolveram o Abraham, que tomou o lugar do capataz da obra e disposto a tudo para salvar a equipa lutou praticamente sózinho contra os Walkers e mostrou a todos o “material do qual é feito”. Go Abraham!

Por último tivemos a traição do Padre Gabriel, ao ir ter com Deanna e dizer-lhe que o grupo de Rick não é o que aparenta, que são más pessoas e que já fizeram coisas muito más. Ele esqueceu-se foi de acrescentar que foi ele que deixou morrer pessoas que contavam com ele e que quando estas lhe pediram ajuda, ele as abandonou à sua sorte.

Acho que o melhor para Alexandria é realmente o grupo de Rick tomar o poder e ter o controlo sobre esta comunidade, pois se há coisa que eles sabem é como sobreviver e trabalhar em equipa. Os habitantes de Alexandria que nos foram apresentados até agora, são uma fraca amostra do ser humano, temos o Aiden e o Nicholas que são simplesmentes uns idiotas, o Pete que quase de certeza maltrata a mulher e o filho e a Deanna que parece ser boa pessoa mal falta-lhe garra e roça um bocado o ingénuo, por isso, Alexandria só teria a ganhar com esta mudança, mas não vai ser fácil e muitas mais complicações devem vir por aí.

NOTA:8.5/10

Alexandra Leite

 

 

Publicidade

Populares

ramy

calendário estreias

the resident poster

Recomendamos