The Rings of Power – 01×04 – The Great Wave
| 17 Set, 2022
9.45

The Rings of Power regressou com The Great Wave, dos melhores episódios da temporada até agora. Desde o aparecimento oficial de Adar, à resolução do enredo em Númenor e ao reencontro de Elrond e Durin, foi um episódio recheado de novas informações para analisar.

Ainda que a verdadeira identidade de Adar não seja conhecida para além desta sua alcunha (Adar significa pai em Sindarin, um dialeto élfico), finalmente conseguimos ver a sua aparência de forma nítida. É caso para dizer: olá, Joseph Mawle, também conhecido como Ben Stark! Para além de ser uma cara familiar da fantasia televisiva, tem outro aspeto familiar, as suas orelhas. Já há diversas teorias para a identidade de Adar. À primeira vista, pelas orelhas e por falar a língua dos elfos, é fácil de assumir que é um elfo que foi corrompido. Há quem ache que pode ser Maglor, uma personagem já conhecida do lore. Ainda assim, as dúvidas e a escuridão continuam a pairar no ar e continuamos sem saber onde anda Sauron. Sabemos apenas que pode ser qualquer pessoa.

Acho de extrema inteligência o rumo que decidiram tomar quanto à revelação de Sauron, pois embora ausente, ele está sempre presente em todo o enredo e nas nossas mentes. Somos forçados a estar extra atentos para tentar descobrir onde está o vilão. Não há dúvidas de que irá aparecer durante esta temporada ainda, mas acho muito bom estarem a fazer render e a criar mistério e suspense.

Ainda nesta onda de teorizar sobre Sauron, Halbrand demonstra mais uma vez ter uma personalidade complexa tendenciosamente maléfica, quando na cena da prisão dá uma lição de manipulação a Galadriel. Ainda que ache pouco provável Sauron estar por ali, é impossível não reparar e ficar a pensar.

Em Númenor, aconteceram diversas cenas interessantíssimas desde reencontrarmo-nos com um objeto tão conhecido de The Lord of the Rings, um palantír, a termos acesso a visões catastróficas da sabida queda de Númenor. Depois de Galadriel desafiar a rainha regente e, posteriormente, seguir os conselhos de Halbrand, podemos ver o quarto do rei, que está doente. Esta cena faz com que Galadriel e Míriel se aproximem e empatizem uma com a outra. Ainda que o primeiro veredicto seja que os Numenorianos não se juntem aos elfos, devido à reação dos deuses e às visões, no final há uma mudança e são recrutados inúmeros voluntários, sendo Míriel um deles. Achei que esta última parte foi um pouco apressada e a forma como as cenas foram montadas e editadas um pouco confusa.

Em Middle-Earth, finalmente, temos Durin, Disa e Elrond de volta a proporcionarem momentos aconchegantes. Ao que parece já passaram 20 anos desde que se encontraram da última vez e, sinceramente, nem me vou preocupar com as linhas temporais, pois a série já me dá demasiado com que preocupar. Embora tenha apreciado todas as cenas, achei bastante emotiva a conversa que Durin tem com o pai e, claro, para qualquer fã do mundo de LotR foi interessante ver a descoberta do mithril.

Por fim, ainda não mencionei a cinematografia nem a banda sonora, não porque não sejam incrivelmente bonitas, mas porque já não tenho muito a acrescentar. Julgo que a banda sonora deste episódio esteve ligeiramente melhor, especialmente quando incluiu vozes femininas e angelicais a acompanhar os instrumentais.

The Rings of Power tem-se revelado uma série de extrema qualidade, que avança lentamente, mas dando sempre o suficiente para manter o espectador agarrado. No próximo episódio, provavelmente, iremos ver como reagem os humanos das Southlands à ameaça de Adar e devemos voltar a ver os Harfoots. Desconfio que não iremos ver muito de Galadriel, a menos que passem toda a jornada à frente. Também seria interessante saber mais sobre Theo e a sua ligação às trevas.

The Rings of Power - 01x04 - The Great Wave
9.45
10
Interpretação
9.5
Argumento
9
Realização
9
Banda Sonora

Publicidade

Populares

Conversations With Friends

calendário estreias

new amsterdam 5 poster

Recomendamos