Lana Parrilla, a rainha de todos os reinos
| 11 Dez, 2021

O segundo dia da Comic Con Portugal 2021 foi marcado pela presença da atriz Lana Parrilla, mais conhecida pela sua interpretação de Regina Mills/Evil Queen na série Once Upon a Time.

Uma animada conferência de imprensa

Depois de uma introdução muito amistosa com Lana Parrilla a cumprimentar os jornalistas com o “obrigada” em português, pediram à atriz para falar sobre os temas clássicos: os seus momentos favoritos e os maiores desafios relativos à personagem na série que lhe deu fama. Lana naturalmente relembrou a 6.ª temporada, onde teve de interpretar as personagens Regina Mills e Evil Queen em simultâneo, alternando constantemente de maquilhagem, adereços e roupa e, para ajudar, ainda deu dicas à sua dupla para que ela pudesse aprender os seus trejeitos, de forma a parecer o mais realista possível. A atriz confessou que uma das suas cenas favoritas remonta a uma luta no escritório de Regina Mills, que recorda ter sido difícil de gravar do ponto de vista técnico e prático, devido a toda a fisicalidade e segurança envolvidas, assim como do ponto de vista do guião, uma vez que culmina com uma cena emotiva de perdão.

Lana Parrilla é uma mulher que não se contenta com um lado da câmara, confessou, e foi neste momento que a atriz revelou que desde os cinco anos de idade que sabia que queria ser realizadora. Em tom de brincadeira, acrescentou que assim o é porque sempre gostou de dar ordens às pessoas, mas, na realidade, é algo que lhe é inato. Desta forma, a 7.ª temporada de Once Upon a Time foi a que lhe permitiu explorar mais esta faceta de realizadora, o que acabou por fazer com que a temporada se tornasse especial para a atriz.

Mais recentemente, Lana deu também vida à personagem Rita Castillo na série Why Women Kill, que tem um arco relativamente parecido ao da personagem Regina Mills. Contudo, apesar de parecer que estava a fazer o mesmo trajeto de Regina, na realidade não houve qualquer influência, porque a história da personagem Rita Castillo já estava escrita antes de ela conseguir sequer garantir o papel.

Sempre com uma postura muito divertida e afável, Lana falou um pouco sobre o guarda-roupa das personagens a que deu vida e revelou que, enquanto mulher, é uma pessoa que gosta de usar pouca maquilhagem e ainda brincou, dizendo que ainda bem que Rita de Why Women Kill utiliza menos maquilhagem do que Regina/Evil Queen.

Nada como recordar um dos momentos mais engraçados de Once Upon a Time e, nesta conferência de imprensa, não podia faltar a referência ao episódio musical da série, na 6.ª temporada. Lana Parrilla adorou a abordagem, referindo que foi extremamente divertido fazer parte de um episódio deste género. Desde testes ao alcance vocal, a danças e representar ao mesmo tempo, Lana confessou ter sido um dos momentos mais giros da temporada para ela enquanto atriz.

O que também não passou ao lado foi a eterna ameaça de cancelamento de Once Upon a Time. “É interessante a tua questão, porque eu discordo”, rematou Lana quando confrontada com uma opinião sobre a série não ter sido um fenómeno grande o suficiente que garantisse a renovação da série ano após ano. A atriz afirmou a 100% que a série foi um fenómeno mundial e que o horário em que a série era transmitida nos EUA lhe era extremamente favorável – considerado o horário familiar -, uma vez que permitia aos atores planear e procurar inovar a cada temporada que se seguisse.

Antes de dar por finalizada a conferência de imprensa, a atriz não podia deixar passar em branco a última temporada, considerada, pela opinião pública, uma das mais fracas, após a saída da atriz Jennifer Morrison (Emma Swan). Lana acabou por admitir que algumas coisas podiam ter funcionado melhor e que sabe que as pessoas não gostam de mudanças abruptas, o que dificultou a estabilização da nova abordagem da série. A 7.ª temporada, reiterou, foi uma das suas favoritas e, apesar de sentir falta do elenco que se foi embora, teve a oportunidade de expandir o seu trabalho como realizadora e, claro, ter o final mais adequado possível: tornar-se a rainha de todos os reinos.

Era uma vez um painel…

Entre a conferência de imprensa e o painel, Lana Parrilla passou algumas horas entretida com os fãs, a tirar fotografias e a dar autógrafos. Às 16h30 iniciou o seu painel, intitulado Once Upon a Time. Contudo, foi negada a entrada à imprensa no Golden Theatre. Como tal, o Séries da TV não pôde estar presente e o que foi possível apurar deve-se aos relatos do público que esteve presente.

Segundo alguns fãs, foi um painel muito divertido, já muito mais cheio do que os do dia anterior, que Lana presenteou com uma canção, depois de uma fã lhe pedir. Houve também muito amor pela série e os fãs ainda tiveram direito a umas imitações da Evil Queen a rir-se. No final, a atriz mostrou vontade de continuar e de ficar ali a responder a perguntas durante horas e horas, mas, infelizmente, com uma agenda cheia, teve de se retirar.

No entanto, o Séries da TV teve a oportunidade de se sentar com a atriz para lhe fazer algumas perguntas sobre os seus papéis mais icónicos.

Joana Henriques Pereira e Raul Araújo

Publicidade

Populares

minx sugestão

obi-wan kenobi

Recomendamos