Classificação

5.5
Interpretação
4.5
Argumento
4.5
Realização
4.5
Banda Sonora

[Pode conter spoilers]

Criada por Kevin White, Strays, a nova sitcom do canal de televisão canadiano CBC, é um spin-off da comédia Kim’s Convenience e o primeiro episódio conta a nova jornada de Shannon Ross (Nicole Power), que, depois de ter trabalhado no Handy Car Rental, embarca numa nova carreira como diretora de um abrigo de animais em Hamilton, Ontário.

Strays foi uma das séries que iniciou a sua produção em 2020, mas que, devido à pandemia de COVID-19, teve de ser adiada. Neste primeiro episódio, que tem 20 minutos, conhecemos também: Nikki (Nikki Duval), a prima cleptomaníaca com quem Shannon vai estar a trabalhar no centro; Joy (Tina Jung), a gestora de redes sociais do abrigo; e Kristian (Frank Cox-O’Connell), um dos colaboradores do abrigo. Estes dois últimos personagem têm potencial, mas acabam por ter interações sem piada e um pouco cliché.

Neste episódio piloto, o Hamilton East Animal Shelter está em renovações e há obras por todo o lado, mas Shannon tem a ideia de dar uma festa de aniversário a Missy, a gata mais velha do abrigo, que vai fazer 16 anos e que infelizmente nunca foi adotada. Shannon pede a Paul (Tony Nappo) para lhe construir um “condomínio”, para que Missy se possa divertir no aniversário. No entanto, a gata acaba por morrer sem poder usufruir do seu novo brinquedo.

Esta é mais uma sitcom com capacidade para mostrar um argumento interessante, mas acaba por se tornar aborrecida e sem graça. O grande “vencedor” deste primeiro episódio de Strays são os grandes planos de animais. A nível de interpretação, é possível dizer que Nicole continua a dar vida a Shannon, mas com um plot pouco inovador e cenas mal construídas é possível que venha a perder alguma audiência.

Margarida Rodrigues Pinhal