Classificação

8.5
Interpretação
8
Argumento
8
Realização
7
Banda Sonora

Snabba Cash (em português, Dinheiro Fácil), a nova série sueca da Netflix, mistura o brio da cultura startup com tráfico de drogas, gangues rivais e dinheiro. Uma das personagens principais, Leya (Evin Ahmad), tem sonhos e aspirações muito altos, mas as coisas não lhe estão a correr da melhor maneira. Será que ela vai conseguir chegar ao topo da maneira correta e legal? Ou será que terá de recorrer a vias alternativas? As duas possibilidades estão em aberto; veremos nestes seis episódios qual das duas hipóteses se concretiza.

Leya tem aquela combinação de ego, impulso, compaixão, coragem e autoconsciência que a torna claramente uma protagonista vencedora e pela qual é fácil ter empatia. É o tipo de personagem com a qual sentimos uma ligação mesmo quando toma decisões terríveis e se afunda ainda mais num buraco do qual é difícil de sair. Acredito que no final iremos todos estar a torcer pelo seu sucesso.

Neste primeiro episódio muita coisa já foi revelada e conseguimos ficar a conhecer minimamente bem os peões principais neste jogo que certamente será de difícil conclusão. A série tenta atingir diferentes lugares, com personagens bastante diferentes e subtramas surgindo aqui e ali em mundos também eles bastante diferentes, mas para o fim do episódio as coisas vão ficando mais coesas e conseguimos ver um fio da teia claramente a formar-se. Só ainda não se sabe bem para onde!

Uma coisa interessante desta série é que os personagens não são tipicamente suecas. Conseguimos aqui ver uma Suécia diferente, mais dark e também mais diversificada em termos raciais, o que é sempre interessante. Para além disto, como os atores que encarnam as personagens são desconhecidos para a maioria do público que assistirá a esta série (para mim são, pelo menos) é mais fácil acreditarmos na história e mais facilmente crível que estamos mesmo a ver uma coisa real, com pessoas reais, do que apenas alguém (um ator conhecido) a interpretar mais um personagem.

Houve também muita ação, drama e tensão neste primeiro episódio. Gostei também da interpretação de Alexander Abdallah. Sempre que apareceu deu outro ar à série! Os outros personagens, ditos secundários, pecam em algumas coisas (saberás do que falo quando vires), mas nada que prejudique a qualidade do episódio. Fiquei deveras surpreendido com Snabba Cash. Pelo trailer estava à espera de uma série mais desajeitada, mas ainda bem que estava errado. Espero que continue a errar nos próximos episódios.

Para quem gostar, pode também ver o filme, com o mesmo nome, de 2010.

Filipe Tavares