Classificação

8.5
Interpretação
7.2
Argumento
7
Realização
7.7
Banda Sonora

Contém SPOILERS!

Timeless, a mais recente série da NBC, acompanha um trio de heróis improvável que viaja através do tempo para perseguir um perigoso criminoso temporal que pretende reescrever a história mundial.

Protagonizando a série, temos Goran Višnjić como Flinn, um homem misterioso que rouba uma avançada nave capaz de viajar no tempo. O pouco que sabemos dele prende-se com o facto de tentar alterar o curso da história, sobretudo a americana. Viaja para 1937, período que antecede de perto a Segunda Guerra mundial, onde alemães e americanos, bem como as restantes nações europeias, tentam tapar com a peneira o inevitável conflito que se aproxima. Os motivos desta missão não são apresentados, no entanto, os representantes governamentais descrevem Flinn como um dos piores vilões da história. Contudo, como estamos numa série com alguns clichés, diria que teremos reviravolta e afinal o senhor até está a fazer o que é moralmente correto… mas isto não passa de uma ideia gerada pela minha mente demasiado fértil!

Abigail Spencer é Lucy Preston, uma famosa professora de História que segue as pisadas da mãe, gravemente doente. De uma forma brusca, Lucy é levada para este enredo rebuscado para salvar o mundo da ira de Flinn. A justificativa apresentada revela-nos que ela é a pessoa ideal para tentar fazer com que a perseguição cause o menor impacto histórico possível. O certo é que nem faz muito sentido levá-la. E quem disse que ser professor de História é aborrecido? Aqui está a prova que não!

Matt Lanter é Wyatt Logan, um soldado com um passado sombrio relacionado com a morte da esposa e o luto regado abundantemente com álcool. A personagem dele acaba por até fazer sentido, no entanto, os flirts constantes dele com Lucy, e mais tarde com a famosa jornalista Kate Drummond, acabam por torná-lo desgastado.

Por fim, temos Malcolm Barrett como Rufus Carlin, um cientista intimamente ligado à construção da máquina que viaja no tempo. É forçado a aceitar a missão por ser o único capaz de pilotar o aparelho. Do pouco que conhecemos dele, percebemos que é tímido, desajeitado e, por isso, terá a seu cargo os momentos mais cómicos da série.

Embora a missão de Flinn tenha sido sabotada, mudanças foram feitas no passado e as consequências depressa se fazem notar! Conseguirão os nossos heróis desfazer as alterações produzidas pelo vilão ou terão de aprender a conviver com elas?

Em suma, tivemos um piloto interessante, já que a série segue uma premissa que levanta a curiosidade dos seguidores pois alia história à ficção científica, adicionando-lhe uma pitada de conspiração e ação. No entanto, julgo que a abordagem do guião é algo desgastada e acaba por ser mais do mesmo.

O elenco é interessante e os efeitos especiais são de qualidade… o que acaba por me assustar! Isto porque é tradição da NBC cancelar prematuramente as séries que julga demasiado dispendiosas, o que é exatamente o caso de Timeless.

O trio de heróis promete uma perseguição feroz e cheia de peripécias ao vilão que ameaça o passado. Esta série mereceu a minha curiosidade, embora se perceba que não será brilhante.

Rui André Pereira