Classificação

7.5
Interpretação
6.8
Argumento
7.8
Realização
8
Banda Sonora

[Contém spoilers]

Aqui temos o final de temporada e também o anúncio de mais uma saída do elenco, mas vamos com calma.

É o dia do casamento de Owen e Amelia. É verdade que achei tudo isto muito precipitado, mas enfim, eles lá sabem. Quem também achou tudo muito precipitado foi a família de Amelia, que se recusou a ir ao casamento. A sério, é bastante revoltante, principalmente depois de Amelia ter implorado à mãe ao telefone que viesse. Amelia não está a fazer nada de mal, está apenas a casar-se. Seria assim tão difícil meterem-se na porcaria de um avião e estarem presentes? Ela ainda falou de uma cunhada e pergunto-me se estaria a falar de Addison. Porque é uma falha enorme que Amelia se case e Addison não esteja presente. Quem viu Private Practice sabe o laço forte que elas tinham. Era imperativo que Addison estivesse presente! Por Amelia e para dar uma alegria aos fãs.

Ao início, as coisas não correm muito bem, com Amelia a passar-se com a falta de apoio, ainda mais insegura depois de ter ouvido a conversa entre Meredith e Owen, e com razão. Maggie era a única pessoa que estava lá realmente para ela. Já sabemos que a relação entre Meredith e Amelia é complicada, mas… Vá lá, Meredith redimiu-se. E teve tanta piada quando as três irmãs (elas para mim serão sempre irmãs) foram para a estação de serviço beber smoothies. Encaremos isso como o último momento de loucura antes do casamento que, de facto, aconteceu. Eu já tinha dito que não gosto de Amelia e Owen como casal, mas adoro Amelia e espero que isto possa ser mesmo o final feliz dela. Espero sinceramente que ela não seja a second best do Owen, em detrimento de Cristina. Até porque Cristina é passado e Amelia está aqui agora.

Também já sabem que nunca me importei muito com April, mas desta vez comecei a ficar realmente chateada por alguma coisa poder voltar a correr mal com ela e o bebé. A sério, mas não pode haver um parto normal nesta série? Algo simples que envolva um bebé a nascer num quarto de hospital (ou numa sala de operações, se for precisa uma cesariana) com um bom médico ou médica e no final da gestação? Nesta série nunca há um parto tranquilo. Mas vá lá, Ben estava lá para fazer o parto na cozinha de Meredith. Acabou tudo em bem, com April e o bebé estáveis (tenho a dizer que o bebé é muito lindo) e Bailey a perdoar Ben, finalmente.

Depois de finais e finais de temporada a correr terrivelmente mal, até que tivemos algo feliz, embora com uma exceção. Bem achei que Jo provavelmente já era casada para não aceitar casar com Alex e estava certa. A história dela é mesmo deprimente, bolas! Mas não teria sido mais simples contar a verdade a Alex do que arriscar-se a perdê-lo? Até porque agora Alex ficou a perceber tudo mal ao ver De Luca com Jo… E a bela carinha de De Luca acabou arrasada com os socos de Alex. É claro que parecia que Jo estava a trair Alex, mas… Ele agora precisa de a ouvir.

No entanto, a melhor surpresa ficou mesmo reservada para o fim. Nem tenho palavras para expressar o quanto a atitude de Arizona foi perfeita! Aquela batalha judicial nunca devia ter acontecido, nenhuma delas o devia ter permitido, e depois do erro cometido, só faltava repará-lo. Arizona tem tanto, mas tanto mérito em tê-lo feito! Diz qualquer coisa como “a Sofia merece duas mães felizes” e entrega a Callie bilhetes de avião para que ela vá ter com Penny. No final de contas, não importa a decisão do tribunal, Callie e Arizona vão continuar a partilhar Sofia à sua maneira, tal como o vinham a fazer há muito tempo. As duas abraçam-se e já está.

Sara Ramirez está mesmo de saída de Grey’s Anatomy. Depois dos rumores (nos quais confesso que deixei de acreditar), a notícia é oficial. Portanto, já que Callie vai embora, que seja desta forma, com ela e Arizona de pazes feitas. Não é o final feliz juntas que muitos fãs queriam, mas esse final deixou de fazer sentido há muito tempo. Elas magoaram-se muito e não creio que houvesse espaço para uma reconciliação amorosa, mas era essencial que chegassem a uma espécie de… Bem, era essencial que acontecesse algo deste género, que elas ficassem em paz uma com a outra.

Vou ter umas saudades terríveis de Callie! Ela é a minha preferida – não apenas desta série, mas de todas –  há mais anos do que me lembro, mas sai para ter o final feliz que merece com Penny. Agora que Callie sai não vou ter mais de me preocupar em escolher lados em guerras entre Callie e Arizona. Aliás, agora é em Arizona que vou centrar as minhas atenções, pois já há muito também que ela é a segunda favorita. Ainda para mais, foi ela que proporcionou a Callie a possibilidade de um final feliz.

Não foi um grande episódio, mas há-de ficar na minha memória por ter proporcionado um raro momento de esperança, como se ainda fosse possível acreditar num final feliz para todos. Era só o que precisávamos, de um bocado de esperança numa série que nos habituou a tantas tragédias.

Nota global da temporada: 7,6/10

Diana Sampaio

Se ainda não conhecem os nossos parceiros de Grey’s Anatomy (Portugal), espreitem aqui!