Classificação

8.5
Interpretação
7.5
Argumento
8.5
Realização
9
Banda Sonora

[Contém spoilers]

A dois episódios do fim, The Mandalorian, com este The Believer, traz-nos muita ação, surpresas bem inesperadas… basicamente, um episódio que, tendo em conta que em teoria não devia ter sido assim tão bom, foi bastante potente. Todo o episódio girou em torno de Mando e dos seus aliados tentarem localizar a nave Imperial onde Moff Gideon mantém Grogu preso. Este tipo de coisas podia-se resolver em meio episódio ou assim, mas Jon Favreau resolveu dedicar todo um episódio a esta demanda e, no fundo, no fundo, não me queixo. Acho (quase) inadmissível Grogu não ter aparecido nem por breves segundos na sua cela. A malta ama a série muito por causa da dinâmica entre Din Djarin e Grogu.

Isto parece um episódio de amor-ódio à primeira vista, mas, na realidade, todos os episódios – exceto os dois primeiros da temporada – foram, à falta de melhor palavra, espetaculares. A conexão com o restante universo de Star Wars aprofundou-se e no bom sentido (coisa que nem sempre acontecia na 1.ª temporada), tivemos a história de origem do Baby Yoda e até descobrimos o seu verdadeiro nome, houve Jedi, ação e efeitos especiais maravilhosos. O que quero dizer é que me parece que a série encontrou finalmente o seu rumo e faz todo o sentido que o Disney+ tenha renovado a série para uma 3.ª temporada e criado diversos spin-offs. Faz todo o sentido, tendo em consideração o enorme sucesso da série.

Em The Believer, The Mandalorian volta a ir buscar personagens da temporada passada e continuamos com Boba Fett, Fennec Shand e Cara Dune. No entanto, a surpresa foi mesmo o regresso de Migs Mayfel, que apareceu pela primeira vez em The Prisioner, na 1.ª temporada. Com os seus poderes como marechal da Nova República, Cara pode ir buscá-lo à cadeia (de recordar que ele foi preso no final de The Prisoner).

Mayfeld leva a malta até uma refinaria de rhydonium, que é um combustível altamente volátil de naves espaciais. Fiquei agradavelmente surpreendida por Mando se ter oferecido para acompanhar Mayfeld, visto que todos os outros eram procurados pelo Império e qualquer tentativa de reconhecimento facial e de impressão digital denunciá-los-ia. Mando teve, portanto, de renunciar aos seus princípios enquanto mandalorian ao disfarçar-se de soldado. A sua cara estava oculta, mas não pela armadura certa. Fiquei logo super entusiasmada com a perspetiva de ele poder eventualmente mostrar o rosto (o muito atraente rosto de Pedro Pascal) e não me desiludi.

A cena em que os piratas tentam explodir o rhydonium foram meio filler, mas não há queixas nenhumas deste lado. Pedro Pascal reina em todas as cenas de ação em que participa (sim, também estou a incluir a épica batalha de Game of Thrones) e vê-lo combater mil piratas sozinho só mostrou que as cenas de ação em The Mandalorian nunca são demais.

Espero que a companhia de Bobba Fett torne Mando mais relaxado em relação ao seu capacete. Todos os mandalorians que encontrámos esta temporada mostravam a cara e espero que isto seja só um indicador de que Mando adopte a mesma posição em temporadas futuras. Além disso, é para lá de injusto que ainda não tenhamos visto Mando a mostrar o rosto a Grogu.

Migs Mayfeld foi realmente a escolha certa para este episódio. O diálogo entre ele e Mando dentro do camião foi das melhores partes do episódio (e é inegável que a sua versão do universo tem muitas verdades ali metidas), assim como quando mata o seu ex-superior e rebenta com o rhydonium ao perceber que o Império não tem qualquer respeito pela vida dos seres do universo – nem mesmo quando são os seus. Mando conseguiu a localização de Grogu e Mayfeld virou definitivamente as costas ao Império.

Por fim, vimos Mando a dizer a Moff Gideon aquilo que já sabíamos desde sempre. A razão pela qual Din Djarin abandonou o seu beskar e mostrou a cara ao mundo. Ele ama Grogu como se fosse família e o pequeno é muito mais do que uma missão. Mal posso esperar para que salvem o pequenote.

Estás preparado para a season finale? Deixa nos comentários a tua opinião sobre o episódio!

Maria Sofia Santos