Classificação

8
INTERPRETAÇÃO
7
ARGUMENTO
8
REALIZAÇÃO
6
BANDA SONORA

Aqui está ele, o episódio que todos esperavam, não por ser o último episódio da temporada, mas sim pela aparição de uma personagem muito aguardada pelos fãs, mas será que o episódio correspondeu às expectativas?

No início do episódio vemos um grupo de saviors a “caçar” um sobrevivente e a espancá-lo devido ao seu povo ter desrespeitado o acordo que tinham com os saviors. Por terem lutado contra eles, assim, este pobre homem servirá de exemplo. Ainda antes dos créditos vemos que Morgan continua as buscas por Carol, acabando por encontrar um cavalo que o irá auxiliar na sua jornada. Já em Alexandria, Maggie está bastante doente e a precisar de ser vista por um médico. Para tal, Rick prepara-se para a levar para Hilltop. Com eles seguem também, na autocaravana, Abraham, Sasha, Eugene, Carl e Aaron, ficando o padre Gabriel encarregue da segurança de ASZ e da Judith.

Morgan finalmente encontra Carol, que está seriamente ferida, a precisar de pontos e ele próprio faz-lhe um curativo. Apesar da ajuda, Carol insiste para que Morgan se vá embora, mas ele recusa-se a partir. Ouve-se um walker no exterior, Morgan decide ir matá-lo e, quando regressa, apercebe-se que Carol fugiu, voltando a montar a cavalo para continuar, uma vez mais, as buscas.

Na autocaravana as coisas também não estão a correr da melhor maneira. A meio do caminho para Hilltop, o grupo encontra um bloqueio na estrada, são os saviors que estavam a caçar o pobre homem no inicio do episódio. Rick tenta negociar sem sucesso, uma vez que os saviors dizem que o único acordo que podem concretizar é se Rick lhes der tudo o que tem com ele e um deles morrer, o que Rick recusa. Voltando a subir para a autocaravana, dá meia volta e segue viagem.

O grupo define um novo rumo, uma nova estrada, um novo bloqueio que encontram. Desta vez não saem da autocaravana e, enquanto dão meia volta, os saviors disparam tiros para o ar de forma a intimidá-los. Novo rumo, uma nova estrada e mais um bloqueio! Desta vez um bloqueio diferente, são vários walkers acorrentados de um lado ao outro da estrada, mas algo chama a atenção do grupo, já que alguns dos walkers estão com adereços familiares, como o casaco do Daryl ou as dreadlocks da Michonne. Quando se preparam para matar os walkers, os saviors disparam-lhes tiros para o chão, sem os atingirem. O grupo consegue entrar na RV e continuam a sua viagem até voltarem a encontrar um novo bloqueio na estrada. Cerca de 30 saviors estão no meio da estrada à espera deles. Rick decide voltar para trás novamente e esperar que anoiteça.

Voltando à Carol, bastante debilitada, quase que é apanhada por dois walkers, que consegue matar acabando por ser apanhada pelo savior que conseguiu sobreviver no último episódio. Ele dispara-lhe num braço e numa perna e quando se prepara para acabar o serviço aparece Morgan, que o mata sem hesitar. Dois homens aparecem após os disparos, Morgan pede-lhes ajuda e eles concedem-lha.

Cai a noite e Rick decide continuar o caminho a pé pela floresta enquanto Eugene seguirá na RV, numa tentativa de distrair os saviors. Parece estar tudo calmo até que se ouvem uns assobios, são os saviors! O pânico instala-se no grupo e começam a fugir não sabem do quê nem para onde, acabando por seguir em direção “à boca do lobo”. O grupo vê-se cercado por dezenas de saviors, que lhes confiscam as armas e os colocam de joelhos e em linha. A eles juntam-se também Daryl, Michonne, Rosita, Glenn e Eugene.

Um dos saviors faz um pequeno discurso e chama o seu chefe. Sim, finalmente veremos Negan! “Hi. I’m Negan.” Diz ele, olhando para Rick. Negan faz um discurso durante 11 minutos, um discurso bastante tenso, onde diz estar descontente pelos seus homens que foram mortos e explica a Rick que agora trabalham para ele e lhe irão dar metade de tudo o que têm. Mas há mais, as ações deles não irão passar impunes: um membro do grupo do Rick terá de morrer para que o grupo aprenda o novo mundo onde vivem agora.

Abraham, Rick, Carl, Glenn, Daryl, Maggie, Sasha, Aaron, Michonne, Eugene e Rosita estão alinhados lado a lado enquanto Negan começa a cantar “Eenie… meenie… miney… mo… catch… a tiger… by… his toe. If… he hollers… let him go. My mother… told me… to pick the very best one… and you… are… it.”

A câmara muda para a visão do escolhido e Negan diz que se alguém se mexer, se alguém disser alguma coisa, vai arrancar o outro olho do Carl e dá-lo ao Rick para comer. Após dizer isto, dá uma tacada na cabeça da sua vítima, a câmara acompanha o movimento em direção ao chão e levanta-se lentamente com sangue a escorrer. Negan diz que a sua vítima é um campeão por ainda estar consciente e volta a bater-lhe uma vez mais, e outra, e outra, até a imagem ficar completamente escura.

E assim acaba o episódio, assim acaba a 6.ª temporada de The Walking Dead com uma morte, mas… morte de quem? Abraham, Rick, Carl, Glenn, Daryl, Maggie, Sasha, Aaron, Michonne, Eugene e Rosita, qualquer um deles pode ser a vítima de Negan e só saberemos quem é em outubro. São sete longos meses de espera!

Confesso que esperava mais deste episódio, foram 50 minutos sem muito realce, de puro enrolamento, sendo que o que salva o episódio são mesmo os 11 minutos finais e o grande discurso do Negan. Para mim, o ator Jeffrey Dean Morgan está mais do que aprovado para este papel, desempenhou-o de uma forma brilhante e deixa-nos a desejar que Negan não morra tão cedo.

NOTAS:

  • Quem seriam aqueles dois que Morgan e Carol encontraram? Serão eles de confiança? Irão ajudar na luta contra Negan?
  • O Padre Gabriel cresce de episódio para episódio, merece todo o nosso respeito e também o do Rick, que lhe demonstra confiança para o deixar encarregue da segurança de Alexandria. Sem dúvida uma das personagens que mais tem crescido!
  • Estão abertas as apostas, quem terá sido a vítima de Negan e da Lucille?

 João Montez