Há três novas séries a caminho!

A primeira, ainda sem nome, é uma aposta da Netflix que se insere no género young adult (jovem adulto) e vai ter Kathryn Newton (Gary Unmarried e Big Little Lies) como protagonista, no papel de Allie, que está habituada a viver na sombra da irmã mais velha. Descrita como uma versão moderna de Lord of the Flies (O Deus das Moscas), a trama centra-se num grupo de adolescentes que se veem misteriosamente transportados para uma cidade que é em tudo semelhante à deles. Sem pais, estes miúdos têm de descobrir o que se passou e como voltar para casa, mas para conseguirem sobreviver terão de formar alianças e criar alguma ordem nas suas novas vidas. Christopher Keyser, o criador de Part of Five, é o argumentista desta nova série, que vai ser realizada por Marc Webb (Crazy Ex-Girlfriend).

A segunda, para já, também não tem nome atribuído e trata-se de uma minissérie de oito episódios do FX. Nos papéis principais vamos ter Sam Rockwell (vencedor do Óscar de Melhor Ator Secundário pelo papel em Three Billboards Outside Ebbing, Missouri) e Michelle Williams (conhecida por Dawson’s Creek e nomeada por quatro vezes aos Óscares). Baseada numa biografia da autoria de Sam Wasson, esta série vai centrar-se na “parceria romântica e criativa entre Bob Fosse e Gwen Verdon”, explorando os segredos do mundo do entretenimento e o sofrimento em nome da arte. Realizador visionário no cinema e um dos mais influentes coreógrafos e encenadores são palavras regularmente usadas para descrever o trabalho de Fosse, mas a história dele está intrinsecamente ligada à de Gwen Verdon, considerada “a melhor dançarina da Broadway de todos os tempos”. Sobre os dois, diz-se ainda que ajudaram a mudar o mundo do entretenimento nos Estados Unidos

Por fim, ainda sem cadeia de televisão ou serviço de streaming associado, mas já com luz verde, está uma adaptação dos livros de Anthony Horowitz centrados no espião adolescente Alex Rider, que se dedica a executar missões para salvar o mundo. Com a publicação do 12.º livro prevista para 2019, esta série literária já vendeu mais de 19 milhões de cópias, fazendo sucesso especialmente junto de jovens adultos do sexo masculino. Esta não será a primeira adaptação da história, que deu o salto para o cinema em 2006, num filme chamado Stormbreaker. A Sony vai ser a responsável pela produção e distribuição da série, que tem oito episódios previstos.