Daniel Gillies: de Mystic Falls à Comic Con Portugal
| 13 Dez, 2022

Após quatro dias recheados, a Comic Con Portugal 2022 encerrou esta sua 8.ª edição em alta com a presença de Daniel Gillies nos dias 10 e 11 de dezembro, na Altice Arena. Para os seriólicos, o ator ganhou destaque pelo seu papel enquanto Elijah Mikaelson no fenómeno The Vampire Diaries e em The Originals, sua sucessora. Mais recentemente, no entanto, Gillies tem continuado a procurar diversificar o seu repertório com novos projetos, dos quais se destaca a sua participação recorrente em Virgin River.

Honestidade Bruta

Como seria de esperar, tanto a conferência de imprensa de Daniel como o seu painel estiveram repletos de questões relacionadas, de um ou outro modo, com o seu desempenho no universo começado por The Vampire Diaries. Sobre o processo de casting, o ator confessou que a oportunidade de dar vida a Elijah Mikaelson surgiu justamente na altura certa, após ter participado num projeto que, apesar de satisfatório, o deixou numa situação financeira algo precária.

Quando questionado acerca do sotaque algo peculiar de Elijah, Daniel explicou que, de início, a série procurou deixar em aberto as suas opções no que diz respeito às origens do vampiro e seus familiares, pelo que lhe foi pedido que fizesse um sotaque “britânico-americano” – “o que quer que isso queira dizer”. Procurou inspiração nos atores do período de ouro de Hollywood, tendo-se decidido numa cadência britânica e sotaque americano para o seu personagem.

Já no que diz respeito a The Originals, Daniel revelou que não tinha grandes expectativas em relação ao spin-off, pelo menos no princípio. Após a sua temporada em The Vampire Diaries, o ator acreditava que Elijah não iria sobreviver durante muito tempo nesta nova série. De facto, Daniel não estava completamente incorreto: Elijah morreu várias vezes ao longo de The Originals, mas nunca por muito tempo.

Embora tenha gostado de desempenhar este personagem e tenha boas memórias do seu tempo no set, Daniel confidenciou que não se revê em Elijah. Nunca viu o vampiro como alguém nobre, criticando abertamente a sua devoção cega e, acima de tudo, a sua inação perante as atrocidades levadas a cabo pelo seu irmão, Klaus (interpretado por Joseph Morgan). Ainda assim, referiu que o seu tempo em ambas as séries o ensinou a dedicar-se ao seu trabalho, quer seja este um filme artístico ou uma simples série adolescente sobre vampiros.

Ainda durante a conferência, o ator falou um pouco sobre o seu papel em Raising Hope quando questionado sobre a possibilidade de ser typecast devido à sua personagem de The Vampire Diaries, utilizando a série como exemplo para demonstrar que tal não é o caso. Partilhou também com a imprensa que está ansioso por expandir o seu currículo, não só através de novos personagens, mas também como escritor num projeto seu.

Um Painel Controverso…

Num tom que em muito refletiu o espírito vivido na conferência de imprensa, as questões colocadas durante o painel de Daniel Gillies foram, na sua maioria, sobre The Vampire Diaries – algo que decididamente desiludiu um pouco o ator, que procurava dar a conhecer os seus outros projetos. Apesar disso, Daniel fez questão de referir o seu apreço por convenções como a Comic Con Portugal, uma vez que estas possibilitam a interação com os seus fãs e, em simultâneo, permitem ao ator a liberdade e o apoio financeiro para perseguir oportunidades que, apesar de longe dos grandes holofotes da network television, lhe são mais apelativas.

No domínio de The Vampire Diaries e The Originals, o ator declarou que, dada a oportunidade, a personagem com a qual trocaria de lugar seria Marcel Gerard, para que, nas suas palavras, “pudesse ser tão atraente quanto Charles Michael Davis”, mesmo que por um dia apenas. Sobre ships, Daniel desviou-se do comum debate entre Delena e Stelena ao comparar os personagens aos seus equivalentes na saga Twilight e falou ainda sobre ambas as séries de vampiros de forma afetiva ao declarar que são “tolas” e que gostaria que a sua vertente mais cómica tivesse sido abraçada pelos argumentistas. Por fim, declarou que se considera algo pateta, pelo que as cenas mais constrangedoras de filmar sempre foram as mais sérias.

No entanto, nem tudo foi propriamente um mar de rosas. Daniel não hesitou em mostrar as suas presas quando questionado sobre o cabelo de Elijah na sua primeira aparição em The Vampire Diaries, chegando mesmo a lembrar uma fã que o seu trabalho consiste em representar o papel que lhe é colocado em frente, não em parecer atraente para agrado da audiência da série. A sua honestidade, por vezes algo bruta, surgiu como um saco de sangue fresco para uns, mas como um desconfortável coágulo para outros tantos.

Publicidade

Populares

calendário estreias

Recomendamos